InícioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se


Tudo o que se sabe sobre os antigos X-Men se resume em uma história em que os mais fortes e sobreviventes podem se recordar, o presente é o entulho e escombro do que restou do passado, a força da vilania se mostrou soberba e implacável diante dos antigos X-Men, Vingadores e SHIELD. Diante da situação onde Carrascos, Irmandade Mutante e Clube do Inferno se mostram soberanos em todo os E.U.A , uma nova instituição de ensino para jovens mutantes se ergue afim de mostrar que está disposta a restaurar a paz e o legado que os X-Men e Charles Xavier deixaram para eles, mas é claro que a União da Vilania não está disposta a deixar isso acontecer, eles buscam um poder que se perdeu durante o chamado Massacre X, enquanto esmagavam o fraco poder dos X-Men um trunfo se perdeu em meio à corpos e sangue. Caso a União encontre este poder antes dos novos heróis, a recém construída Universidade Vegas para Jovens Superdotados pode vir a ter o mesmo destino do Instituto Xavier, se o bem vai padecer perante o mal mais uma vez, cabe a você escolher o lado pelo qual vai lutar e decidir o curso dessa nova história...
ADM

Logan
Logan
Logan
Logan
Logan

Suporte
Últimos assuntos
» Fundos da Universidade - Disciplina: Sobrevivência
Dom Jun 14, 2015 12:34 pm por Emma Frost

» [FP] Nicholas Lewis
Sex Jun 05, 2015 11:52 am por Aleksander Konstantinov

» Hall de Entrada
Qua Jun 03, 2015 2:36 pm por Deron Bryce

» Pega o de Cima ou Arrisca o de Baixo?
Ter Maio 19, 2015 9:42 am por Henzo Findergarth

» Salada de Frutas
Ter Maio 19, 2015 9:40 am por Henzo Findergarth

» Me de uma nota
Seg Maio 18, 2015 2:03 pm por Morgana Stanford

» [FP]Volkner Muller Deanford
Dom Maio 17, 2015 6:19 pm por Aleksander Konstantinov

» Vamos desabafar
Qui Maio 14, 2015 7:24 pm por Jasmynne Windy Berbarov

» Inscrições para as Aulas
Seg Maio 11, 2015 6:41 pm por Aleksander Konstantinov

Parceiros
RPG - Hogwarts School

Fórum grátis



Compartilhe | 
 

 [FP] Christopher B. Fenrryr - Dark Death

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Christopher B. Fenrryr
X-Men / Satânicos
X-Men / Satânicos
avatar

Mensagens : 6
Data de inscrição : 06/04/2015

Ficha Mutante
Nível: 1
Poderes: Hipercinética, Absorção de Poderes e Arsenal Completo
Power Force: 10/160

MensagemAssunto: [FP] Christopher B. Fenrryr - Dark Death   Sab Abr 25, 2015 8:55 pm


Christopher Black Fenrryr


Idade: 18 anos
Alcunha: Dark Death
Grupo: X-Men Satanicos


Características
Físicas


1,87 de altura, loiro, olhos claros, corpo bem definido.

Psicológicas



Depois da morte dos pais Chris tornou-se muito fechado, não falava com ninguém, não confiava nem contava com ninguém, sempre resolvia seus problemas por si só, e quando não os resolvia tentava ao máximo não envolver ninguém... Anos depois da morte de seus pais ele conhece Symon, e este desde então fora o único que conseguira aproximar-se dele e ganhar sua confiança que persiste inabalável até os dias atuais.

Chris não é o tipo de pessoa muito sociável, o jovem é de poucas palavras e por isso poucos se aproximam dele, apesar de ter um ótimo senso de humor são poucos que desfrutam desta sua qualidade, com a maior parte das pessoas ele desperta o medo e precaução com apenas um olhar...



Dados Mutantes
Características Marcantes


Christopher é extremamente sincero, um rapaz calmo e de poucas palavras, principalmente para com que os que não lhe conhecem,  seu poder mais forte manifestou-se pela primeira vez no acidente em que perdera seus pais, os demais foram aflorando com o passar dos anos e os treinamentos intensos que fazia com Symon escondidos de todos.

O jovem tem hábitos de ouvir músicas e praticar leitura frequentemente e exercícios físicos intenso, além de diariamente executar suas habilidades conhecidas até o momento para poder evolui-las e domina-las com perfeição.

Poderes

Poderes:

- Hipercinética

- Absorção de poderes

- Arsenal Completo

Descrição dos Poderes:

Hipercinética - É o controle completo e sincronizado de mente-músculo, derivado de anos de treino, ou de mudança genética. Os efeitos resultantes desse poder são o equilíbrio perfeito, coordenação motora perfeita, reflexos muito avançados, pontaria perfeita leve fator de cura e, quando o poder está bem forte, previsão de probabilidade.

Absorção de poderes - Capacidade de absorver memórias, conhecimentos, talentos, personalidade, vitalidade e poderes de quem esta pessoa tocar, caso esse poder atinja níveis extremos, quem essa pessoa tocar perderá os poderes permanentemente, além de entrar em estado vegetativo ou até morrer, esse poder pode ser contido através de luvas ou coberturas na pele, às vezes apenas com equipamentos especiais. Poucas pessoas controlam esse poder.

Arsenal Completo - Esta habilidade permite que o usuário desenvolva varias outras habilidades. É uma forma ou expressão da onipotência, porém, o usuário se limita por algumas coisas (ex.: não poder usar todas as habilidades de uma vez/ou não, e o usuário às vezes não sabe que tem os mais variados poderes, podendo descobrir aos poucos).

Níveis dos Poderes - ABSORÇÃO DE PODERES

Níveis de Poder
Nível 1. – “Absorção inicial”: Absorve apenas a energia vital de uma pessoa levemente, deixando-a fraca e este mutante mais forte, ainda não é possível absorver nenhum poder mutante, pode absorver apenas a disponibilidade dos demais seres.

Nível 2. – “Absorção mediana”: Quando toca num mutante ou outro ser deixa-o cada vez mais fraco, anulando sua capacidade de usar os próprios poderes. Este mutante ainda apenas se alimenta da força vital dos demais, porém quando toca num mutante pode deixá-lo completamente vulnerável e sem habilidades. Tem um devido limite de tempo.(2 rodadas).

Nível 3. – “Absorção superior”: Podendo anular as habilidades de um mutante e ainda absorver a força vital de demais seres, este mutante quando atinge o nível três já pode roubar habilidades, pegando-as para si, apenas uma habilidade por vez.(3 rodadas).

Nível 4. – “Roubo inicial”: Quando toca num mutante agora já pode roubar duas habilidades por vez, de um único mutante, se tocar outro pode haver desavenças com tantos poderes reunidos.

Nível 5. –“Controle”: Tendo controle sobre suas habilidades, ele já pode controlar bem seu poder a ponto de tocar outros seres sem absorver sua força vital e/ou habilidades.

Nível 6. – “Roubo mediano”: Neste nível pode roubar habilidades diferentes de mutantes diferentes, apenas duas. (Pode voar como um aerocinético e eletrificar como um eletrocinético.).

Nível 7. – “Roubo avançado”: Pode roubar até três habilidades de três mutantes diferentes, sendo uma de cada, de acordo com sua idade é possível aprimorar esta habilidade.

Habilidades Extras
0.1 – “Força”: Após tantos roubos de habilidades, este mutante chega a ter a força um tanto mais avançadas que os demais, em momentos de raiva ou esforço pode carregar o peso duplicado do que um jovem normal carregaria sozinho, até mesmo rachar paredes.

0.2 – “Resistência”: Seus sistema imunológico vai ficando cada vez mais resistente após todas as vezes em que este mutante absorve a força vital de outra, algo que sempre vai reforçando suas defesas, sendo que poderia ter mais chance de se livrar de infecções, venenos, e ataques pesados, até mesmo sangramentos.

0.3 – “Agilidade”: Como todas as demais habilidades humanas este mutante adere a agilidade, podendo ser hábil e eficaz em demais trabalhos, até mesmo sendo ótimo em fazer atividades que não esteja acostumado a fazer.

0.4 – “Troca de saliva”: Quando tenta roubar poderes de demais mutantes pela saliva, ou melhor, num beijo, este mutante pode ter vantagens de absorver outras habilidades que não teria ideia de poder absorver, até mesmo entregar a própria força vital a quem precisa.

0.5 – “Memórias”: Quando tenta absorver habilidades e/ou energia vital de um devido ser, este mutante acaba absorvendo também fragmentos de memórias, podendo saber coisas que nunca saberia deste ser.

Mutação Secundária
“Absorção estrondosa”: Este mutante pode roubar habilidades ou manipular a seu favor e absorvendo como esponja ataques que lhe são enviados, se o mutante que pode absorver liberar esta mutação pode correr extremos riscos, porém OUTRA LISTA DE PODERES é liberada como qualquer mutação secundária.

(OFF) Bem aqui eu so achei a descrições de níveis da habilidade de absorção de poderes... Irei fazer o nível dos demais e envio por MP pra algum adm.

História



Chris sempre fora um menino calmo, sua infância até seus 7 anos fora no mínimo perfeita, ele e seus pais moravam em New York, bem próximo a Times Square, sua mãe era uma escritora e seu pai um professor universitário.

O jovem não tinha do que reclamar na verdade, seu pai, mesmo sem saber, também era um mutante, sempre foi muito inteligente e tirava as melhores notas quando estudava sem dificuldades, uma pena que não fora este gene x que fora passado pra ele...

Quando o jovem completou 10 anos seus pais decidiram fazer uma viagem de carro pelo país, era inverno e eles simplesmente decidiram que queriam ver cada árvore de natal espalhada pelos estados unidos neste tempo de neve escorregadia, Viram a da Times Square, Los Angeles e até mesmo a do Broklin, mas tudo só acontecera quando seu pai estava indo para o Canadá, Chris dormia no banco de trás quando sentiu o carro derrapar na pista, seu pai talvez tivesse cochilado enquanto dirigia e deixou o peso de seu pé cair sobre o acelerador naquela pista escorregadia, tudo aconteceu em poucos segundo e quando o jovem deu por si o carro estava capotando e girando freneticamente na pista, foi quando ele viu uma espécie de brilho perolado o envolver, não sabia o que aquilo significava mas percebeu que funcionava como um campo de proteção, um campo de força que não deixava nada o atingir, mas que também sugava suas energias, ele então gradativamente caiu no sono...

Quando Chris veio acordar o dia já estava amanhecendo, ele estava deitado enrolado em uma espécie de lençol, virou-se de lado e apertou mais os olhos para voltar a dormir, naquele momento achou que tudo que passara a noite fora apenas um pesadelo ruim, ainda estavam em casa e sequer saíram para viajar, mas os barulhos da sirene lhe fizeram abrir os olhos e voltar a realidade, ele viu duas macas paradas em sua frente, as duas com sacos pretos em cima delas, um dos sacos estava já fechado, o outro estava sendo finalizado e fechado, ele pode ver o rosto de sua mãe sujo de sangue sumindo por trás do zíper, os dois haviam morrido, ele sabia disso pois tinha acabado de ver o corpo inerte de sua mãe, uma lagrima escorregou pelo seu rosto e junto a ela um forte trovão foi ouvido, uma tempestade muito forte ameaçava cair a qualquer instante...

A equipe de atendimento médico logo entrou na ambulância, quando viram o jovem sentado na maca chorando um dos enfermeiros tentou lhe consolar – Oi amiguinho, não fique assim, tudo vai dar certo, eu prometo... – Tudo vai dar certo, dizia ele, mas não fora ele que viu a mãe ser fechada em um saco de defuntos e não era ele também que imaginava que o segundo saco abrigava seu pai, Chris estava completamente calado, não tinha vontade de falar com ninguém, sobre nada, foi quando ouviu o motorista comentando com a mulher que estava no banco de carona – Muito estranho esta tempestade... Não lembro de ter visto nenhum aviso meteorológico para ela hoje...

Depois destes últimos acontecimentos sua infância nunca mais fora a mesma, Christopher agora era um menino órfão, depois do acidente os médicos estranharam de ele ter sido o único a ficar vivo e sem que ele soubesse fora encaminhado para uma clinica um tanto estranha, o jovem se lembra das paredes brancas e acolchoadas, ele ficava sozinho neste quarto o dia inteiro, lá existia apenas uma cama ao canto e uma mesa para alimentar-se no outro e neste cubículo ele ficara até seus 13 anos, pouco a pouco ele começou a estranhar, pois todos os dias um grupo de médicos o dopava, gradativamente seu organismo fora se acostumando, e naquele dia ele acordou mesmo tendo tomado uma alta dose de sedativos...

Seus olhos se abriram com desespero, ele estava preso em uma espécie de cilindro branco com varias lâmpadas, sentia fios preso por todo seu corpo tentou mexer seus braços mas então percebeu estar totalmente contido por sintas de segurança, ele moveu-se e debateu-se o quanto pode, tinha que sair dali de algum jeito...

- O que esta acontecendo? – Perguntou um dos médicos com um óculos de lentes grossa tipo fundo de garrafa – O menino acordou doutor Strubh – Disse um de seus assistentes – Como assim o garoto acordou seu idiota imprestável, ele deveria estar beirando o coma com a dose de sedativos que demos a ele! Va lá dentro e faça algo para acalma-lo antes que ele estrague tudo! – Ordenou o doutor Strubh que viu seu assistente sair da sala em que se encontrava, ele voltou-se para o vidro que na verdade era um espelho falso que dava visão a sala onde Christopher estava, o assistente adentrou na sala com uma seringa, ele colocou a mão na maca e fez a menção de puxá-la, foi quando depois de anos Chris gritou pela primeira vez...

O jovem estava completamente apavorado, seus olhos cheios de lagrimas que escorriam sem cessar, ele ouviu um leve clique e mirou de forma ineficaz o próprio pé, viu que próximo ao mesmo tinha uma passagem, uma saída que ele utilizaria caso não estivesse completamente amarrado, desejou então que tivesse livre para poder ir embora... Ele viu um jaleco branco tampar o buraco, uma mão pousou sobre a maca e quando forçou para puxá-la ele apenas fechou os olhos e gritou...

O médico fora jogado contra a parede acolchoada, o impacto fora tão grande que ele perdeu a consciência, as sintas que continham Chris pareceram se folgar, ele estava solto, seu instinto de sobrevivência decidiu sessar o choro e dar lugar a um plano de fuga, a maca escorregou para fora do tubo sem que ninguém a tocasse, ele sentou-se na mesma e olhou na direção do espelho falso, depois levantou-se e caminhou até onde o homem estava caído desmaiado com uma seringa ao seu lado, ele sem pensar muito pegou a seringa e injetou todo o seu liquido de uma só vez e de forma rápida na jugular do homem que já esta inconsciente, nunca tivera a intenção real de mata-lo, no tempo apenas achou que isso o faria dormir e lhe daria a chance de fugir...

Eu só queria que isso tudo acabasse, que pudesse ir embora, que ninguém mais me visse nem me machucasse... Pensou ele com seus olhos cheios de água enquanto ainda estava próximo ao homem morto, a luz piscou e um blackout tomou conta do prédio inteiro... Os geradores de segurança se ativaram ascendendo novamente as luzes pouco a pouco, Strubh mirava dentro da sala e para seu espanto o jovem Chris havia sumido, ele deu uma gargalhada sonora – EU tinha certeza que esse menino era um mutante, e esta é a prova, vasculhem o prédio e achem ele, eu quero disseca-lo e descobrir como estes seres estranhos funcionam internamente, quero descobrir como eles conseguem fazer essas coisas... – Com a ordem dada todos os guardas procuravam o garoto no prédio, em cada canto, mas ele parecia ter sumido por completo...

Chris ainda estava ao lado do corpo sem vida quando os geradores de emergência fizeram as luzes voltarem, por um segundo achou que jamais sairia daquele local, já que a porta não tinha maçanetas internas, então ouviu um clique e viu um medico com óculos fundo de garrafa entrar na sala e deixar a porta aberta, o menino espreme-se contra a parede com medo, mas então percebeu que o doutor parecia não vê-lo, era como se ele fosse invisível... Christopher deu alguns passos tímidos e em silencio, então parou ao lado do médico em pé que analisava o corpo caído – Está morto... – Disse ele, Chris segurou sua respiração para interromper seu instinto de gritar novamente, ele havia matado um homem... Foi então que as duvidas começaram a girar em sua cabeça, como ficou vivo no acidente que matou seus pais? Como aquela tempestade formou-se naquela tarde sem que ninguém tivesse noticias da chegada da mesma? Como o médico fora jogado contra a parede? Como as amarras que o continham se folgaram deixando-o livre? E principalmente, se estava parado ao lado do médico como ele parecia não enxerga-lo? Talvez fosse uma aberração da natureza, talvez devesse ter morrido junto aos pais naquele dia, mas de uma coisa ele estava certo, jamais voltaria a ver aquele homem, precisava fugir e isolar-se se quisesse ficar vivo, pois se o acharam uma vez, poderiam acha-lo de novo com facilidade... precisava fugir e iria fazer isso...

Christopher aproveitou sua vantagem de que ninguém parecia lhe enxergar assim como o médico de óculos e saiu do prédio com facilidade, já era noite e chovia do lado de fora, mas isso não poderia impedi-lo, precisava fugir e iria fugir, iria para longe, para um lugar onde ninguém o conhecesse, onde ninguém o fizesse mais mal algum...

O jovem acordou pela manhã enrolado em um papelão deitado ao chão em um beco qualquer com outro jovem que parecia ter sua idade lhe cutucando com o pé – Você está vivo? – Chris mirou o jovem e pensou que isso seria uma resposta obvia, se não estivesse vivo não teria acordado... – Eu sou Symon... E você? – Disse ele, Chris continuou em silencio, havia perdido o habito de falar com pessoas desde a morte de seus pais... – O que foi? É mudo? Surdo? – Chris fez um sinal negativo com a cabeça, o outro menino então agachou-se ao seu lado – Você é estranho sabia! – Disse ele então uma mulher bonita aproximou-se – Symon querido, quem é seu amigo? – Perguntou ela aproximando-se dos meninos, por um minuto Chris pensou que seria a mãe do outro jovem, mas eles não se pareciam em nada então ele dispensou esta hipótese – Ele não é meu amigo senhorita F! Ele é estranho! Nem falar ele sabe... – Disse Symon com um certo ar de provocação e sua voz, Chris pensou em responder falando pela primeira vez mas a mulher o interrompeu – Ele sabe falar sim Symon, apenas não quer fazer... O nome de é Christopher... Um lindo nome... – Disse ela sorrindo para Chris – Venha comigo, você deve estar com fome... – Disse ela lhe estendendo a mão, Chris relutou um pouco mais a pegou e levantou-se, algo em seu interior dizia que podia confiar na mulher – Está tudo bem querido, pode confiar em mim! – Disse ela na mente do jovem – Como você... – Ela então o interrompeu – Sou especial querido, assim como você e Symon, não precisa ter medo, eu irei ajudar... – Disse ela em sua mente, fora a melhor conversa que tivera em anos, mesmo não tendo dito palavras alguma... – Ótimo agora tenho um bichinho de estimação para fazer meus deveres de casa! – Disse symon com provocação, Chris o mirou com raiva e Symon simplesmente tropeçou caindo no chão, seus cadarços estavam amarrados um no outro sem ninguém nem mesmo tê-los tocado, o jovem tinha ótimos reflexos e virou o corpo enquanto caia batendo as costas no chão, Chris riu – Foi você seu bastardo – Disse Symon sentando e desamarrando os cadarços – Symon, deixe-o em paz, você tem que aprender ser menos implicante – Disse a mulher também sorrindo ao ver Chris sorrir, seu sorriso era lindo e ficara oculto por anos, mas agora tudo seria diferente, não estava mais sozinho...

Os anos se passaram Christopher e Symon foram criados por Emma como irmãos, ela não fazia diferença de nenhum dos dois jovens, Chris voltara a falar, de forma escassa mas ainda sim era melhor do que o silencio absoluto, com o tempo Chris descobriu que Emma não era tão bondosa quanto achara no dia em que a conheceu, mas ainda sim era uma ótima tutora, todos os dias ela colocava ele e Symon para lutarem e evoluírem seus dons Symon tinha mais habilidades, mas Chris sempre fora mais ágil, com melhores movimentos e reflexos, uma luta mano a mano ele ganhava, mas se fosse uma luta de habilidades sempre tomava uma surra, seus dons pareciam ter vontade própria o que logo lhe fez acreditar que não poderia contar com eles sempre...

Quando o jovem fizera seus 16 anos um novo dom se revelou, era noite em uma festa com os amigos da escola, tudo parecia normal até aquelas sombras estranhas invadirem o salão, um caos formou-se de forma rápida, Chris logo saiu do salão e ao longe ele avistou um rapaz sentado num galho alto de arvore rindo enquanto o caos instalava-se na festa, Chris aproximou-se sorrateiramente dele em silencio como um gato, então subiu na árvore ao lado e quando estava em um galho da mesma altura ele disse – Esta se divertindo? – O outro rapaz rapidamente virou-se de frente pra Chris – Quem diabos é você? – Perguntou ele, Chris sorriu e respondeu – Esta não é a questão... A questão é, foi você quem fez aquilo? – O jovem sorriu – E se foi, o que irá fazer? Não pode me impedir... -  Chris apenas sorriu e não respondeu o jovem pulou para o galho que ele estava e tentou lhe acertar um soco, Chris então segurou seu pulso no meio do caminho – Não quero lhe machucar, só quero que pare com essas sombras... – Disse Chris, o jovem pareceu ficar com raiva por seu golpe não tê-lo atingido, então sentiu suas pernas fraquejarem como se algo roubasse suas forças, um turbilhão de sombras começou a rodar na copa das arvores sobre suas cabeças – Solte-me agora... – Disse ele em um tom baixo, mas a mão de Chris parecia estar colada no pulso dele, Chris via em sua mente lembranças que não eram suas, estava começando a ficar com medo quando puxou a mão com força, os dois perderam o equilíbrio e caíram do galho, em um movimento rápido o jovem conjurou as sombras abaixo de si fazendo os dois caírem em um buraco negro, Chris mirava o rosto do jovem que ficava cada vez mais pálido, as orbitas de seus olhos começavam a virar tornando-os completamente brancos, ele estava morrendo, Chris tentava soltar sua mão e quando finalmente conseguiu as sombras começaram a se clarear, os dois caíram em um lugar molhado, estavam nos esgotos a quilômetros de distancia de onde estavam anteriormente, Chris estava tonto, sua cabeça repleta de lembranças do outro jovem, Chris levantou-se, suas roupas estavam encharcadas, então uma sombra aproximou-se dele, ele mirou o jovem que estava imóvel, morto, então entendeu, o dom de controlar as sombras agora era dele, Chris era como um vampiro que sugava o dom dos outros, e até mesmo a vida, bastava apenas um toque e nada mais...


--------------------- X-MEN GENRATIONS ---------------------


O dia havia amanhecido com um ar gélido, Christopher ainda estava na cama, Symon estava sumido a algum tempo e Emma também estava em viagem, ele e Symon havia recebido um telegrama a dois dias sobre um tal instituto para jovens super dotados, Symon como não estava em casa provavelmente não fosse, Chris também não queria ir, pensava que esse tal instituto vegas seria uma escola para riquinhos esnobes, Christopher agora tinha seus exatos 18 anos, havia completado o colegial e estava recebendo alguns formulários de aceitação de faculdades, fora assim que o instituto vegas o encontrara, ele pensou em conhecer o local, apenas pela oportunidade de estudar em vegas e nada mais, e se não fosse de seu agrado, ao fim do semestre largaria a universidade e entraria em outra!

Após tomar seu banho e uma boa xicara de café com vodka Chritopher pegou sua jaqueta de couro, direcionou-se ao estacionamento da casa, colocou seu capacete e deu partida em sua motocicleta harley Davidson partindo para o Instituto Vegas...










Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Aleksander Konstantinov
X - Men
X - Men
avatar

Mensagens : 102
Data de inscrição : 25/03/2015
Idade : 32
Localização : University of Las Vegas for Gifted Youngsters

Ficha Mutante
Nível: 6
Poderes: Biocinese, Manipulação Molecular e Telepatia
Power Force: 800/1280

MensagemAssunto: Re: [FP] Christopher B. Fenrryr - Dark Death   Sab Abr 25, 2015 10:12 pm

Ficha Aprovada! - Seja Bem-Vindo ao X-Men Generations!

Boa Sugestão de Níveis, porém estes serão Aprimorados e Adicionados em sua Ficha Mutante em Breve!

10 PF's Pela Ficha!

Atualiado By Alek

_________________






Aleksander Krönvslager Konstantinov


Reitor da Universidade Vegas - Russo - Psicólogo e Biólogo Molecular





Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
[FP] Christopher B. Fenrryr - Dark Death
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» [OFICIAL]Dark Souls
» Dark Souls Rank - PVP Battle
» [PS3] Revelada a capa oficial de Dark Souls II
» [Fan-Fic] Dark-Tails
» Mix Games1 - Dark River Cave Escape

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Área Inicial :: Fichas de Personagens :: Fichas Aceitas-
Ir para: