InícioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se


Tudo o que se sabe sobre os antigos X-Men se resume em uma história em que os mais fortes e sobreviventes podem se recordar, o presente é o entulho e escombro do que restou do passado, a força da vilania se mostrou soberba e implacável diante dos antigos X-Men, Vingadores e SHIELD. Diante da situação onde Carrascos, Irmandade Mutante e Clube do Inferno se mostram soberanos em todo os E.U.A , uma nova instituição de ensino para jovens mutantes se ergue afim de mostrar que está disposta a restaurar a paz e o legado que os X-Men e Charles Xavier deixaram para eles, mas é claro que a União da Vilania não está disposta a deixar isso acontecer, eles buscam um poder que se perdeu durante o chamado Massacre X, enquanto esmagavam o fraco poder dos X-Men um trunfo se perdeu em meio à corpos e sangue. Caso a União encontre este poder antes dos novos heróis, a recém construída Universidade Vegas para Jovens Superdotados pode vir a ter o mesmo destino do Instituto Xavier, se o bem vai padecer perante o mal mais uma vez, cabe a você escolher o lado pelo qual vai lutar e decidir o curso dessa nova história...
ADM

Logan
Logan
Logan
Logan
Logan

Suporte
Últimos assuntos
» Fundos da Universidade - Disciplina: Sobrevivência
Dom Jun 14, 2015 12:34 pm por Emma Frost

» [FP] Nicholas Lewis
Sex Jun 05, 2015 11:52 am por Aleksander Konstantinov

» Hall de Entrada
Qua Jun 03, 2015 2:36 pm por Deron Bryce

» Pega o de Cima ou Arrisca o de Baixo?
Ter Maio 19, 2015 9:42 am por Henzo Findergarth

» Salada de Frutas
Ter Maio 19, 2015 9:40 am por Henzo Findergarth

» Me de uma nota
Seg Maio 18, 2015 2:03 pm por Morgana Stanford

» [FP]Volkner Muller Deanford
Dom Maio 17, 2015 6:19 pm por Aleksander Konstantinov

» Vamos desabafar
Qui Maio 14, 2015 7:24 pm por Jasmynne Windy Berbarov

» Inscrições para as Aulas
Seg Maio 11, 2015 6:41 pm por Aleksander Konstantinov

Parceiros
RPG - Hogwarts School

Fórum grátis



Compartilhe | 
 

 Hall de Entrada

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte
AutorMensagem
Wolverine
X - Men
X - Men
avatar

Mensagens : 123
Data de inscrição : 22/12/2012

Ficha Mutante
Nível: 6
Poderes: Garras Retráteis, Fator de Cura e Sentidos Aguçados
Power Force: 800/1280

MensagemAssunto: Hall de Entrada   Dom Mar 31, 2013 6:41 pm

Relembrando a primeira mensagem :

  • Ala Leste
  • Hall de Entrada
  • Universidade Vegas
Hall de Entrada


Logo que qualquer novo Universitário adentra as dependências da Universidade Vegas, percebe o aspecto clássico que a mesma oferece. Beirando aspectos de Castelos Medievais, escadas ornamentadas e lustres são intensamente presentes, porém ao centro, há uma homenagem especial. Uma estátua em tamanho real de Deron Bryce, confeccionada a mando do Reitor Konstantinov em agradecimento por seus feitos e fundação da Universidade.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://xmengenerations.forumeiro.com

AutorMensagem
Victoria Stanford
X-Men / Corsários
X-Men / Corsários
avatar

Mensagens : 30
Data de inscrição : 07/04/2015

Ficha Mutante
Nível:
Poderes:
Power Force: 0/100

MensagemAssunto: Re: Hall de Entrada   Dom Abr 26, 2015 8:24 pm

O mutante incrivelmente quente ficou reparando em mim com o sorriso pervertido enquanto ria, eu dei um típico sorriso safado enquanto fumava outro cigarro enquanto ele dizia que era interessante ter aonde guardar tais utensílios, sabia que o meu corpo havia ficado bonito naquele vestido sexy e ele ficou olhando para mim, sabia que caras mutantes são conquistadores, mas decidi me arriscar como sempre e eu sempre reparei em caras com um corpo bastante atraente, mordi meu lábio inferior, concordava com tudo que aquele Symon falava e eu respondia tudo com um "Aham", após isso tomei outro gole da bebida que deixou tudo mais quente e sabia que ele tomaria atitude e a tensão sexual entre eu e o mutante satânico e o que já esperava aconteceu, Symon me beijou, está certo que eu já beijei outros caras antes daqui, então assim que aconteceu isso rapidamente dei um tapa na cara dele que ao meu ver foi bastante forte, após o tapa ele sorriu provocante e ele queria me provocar, tarefa bem feita Symon Brainard, depois ele me deu mais um beijo, como ele beija bem, ficou bastante quente essa festa, inaugural, assim que o beijo acabou ele olhou nos meus olhos tão penetrante, sorri debochada sem se importar com as outras pessoas de verem alunos alcoolizados e se beijando na festa, logo fui tentar pegar outro cigarro porém ele acabou caindo, então me agachei de maneira nem um pouco inocente, queria ver a reação dele enquanto pegava o cigarro no chão que ficou intacto, logo depois peguei o isqueiro e fumei, depois digo com minha voz rouca e sedutora:
-Está bem quente aqui não acha ?

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Symon Brainard
X-Men / Satânicos
X-Men / Satânicos
avatar

Mensagens : 44
Data de inscrição : 31/03/2015

Ficha Mutante
Nível: 3
Poderes: Teletransporte, Psicocinese e Invocação de Entidades Cósmicas.
Power Force: 10/160

MensagemAssunto: Re: Hall de Entrada   Dom Abr 26, 2015 9:50 pm




The Party

Sorria a vontade ao ouvir a garota, a provocação fora concluída com sucesso após o tapa que ela me dera, uma garota de personalidade forte e corajosa além do esperado.

- Ganhou um pouco mais do meu respeito Victória parabéns, para uma criatura que sabe seu lugar entre os de outra espécie você merecia um prêmio após essa atitude. -

Sorria tragando outra vez o meu cigarro e depois lhe dizia:

- Uma humana que não se deixa pisar, isso é muito interessante, mesmo sabendo que sem mover sequer um músculo do meu corpo eu poderia redecorar este salão com cada gota de seu sangue ainda assim me deu um tapa, devo dizer um belo tapa, gosto disso, realmente gosto disso pois a mataria se estivesse fingindo que é durona e se sucumbisse à mim depois do meu teste. Ponto para você. -

Ri e vi que seu cigarro caíra mas ao se abaixar dei de costas notando a presença de meu querido " irmãozinho" Chris, rapidamente criei um link telepático com olhe o visualizando de longe mas me mantendo oculto com o dom da psicocinese, para ele seria como se eu estivesse invisível mas para todos os outros eu ainda era visível.

" Chris meu irmãozinho que odeio tanto, veio para cá também então, espero que não se meta em encrencas pois Emma me deu carta branca para matar qualquer um que atrapalhe nossos planos, se comporte amiguinho."

Logo me virei e Victória já fumava seu cigarro, ela dizia que as coisas estavam bem quentes o que me vazia sorrir:

- Você ainda não sabe o que é uma situação quente minha querida, um breve beijo e um vestido justo descanso um corpo escultural digna de uma perfeita mulher ainda não aquecem as coisas o suficiente. -

Enquanto falava andava ao redor da garota a envolvendo pela cintura, enquanto estava atrás dela parava de caminhar, colocava a palma de minha mão em sua barriga e descia lentamente com um toque firme e depois subia ela, mas havia algo diferente, eu cessara seus movimentos a deixando paralisada, então brincava um pouco dando uma risada um tanto quanto sádica dizendo em seu ouvido:

- As coisas são esquentam minha querida, quando se sabe usar os recursos que se tem disponíveis no momento, e acredite eu tenho muitos recursos a mais. -

Dizia isso enquanto contornava seus seios com a ponta do meu indicador, beijava seu pescoço suavemente dizendo ao seu ouvido:

- Se quer provocar uma pessoa, não poupe esforços, não tenha se contenha ao querer brincar com a mente dela. Feche seus olhos meu bem e veja o que é provocar alguém. -

Entrava em sua mente novamente e lhe mostrava os dois em uma noite realmente quente entre ambos, um quarto com luz fraca e os dois jovens no deleite de uma pós festa em que a bebida parecia falar mais alto, ambos despidos em uma situação de intensa relação onde o desejo de ambos estava a flora da pele. As sensações das cenas criadas pelo rapaz na mente da garota a faziam sentir na pele, cada momento, cada instante daquela cena ela podia sentir como se realmente estivesse acontecendo naquela hora, atrás dela na festa Symon permanecia parado e fumando seu cigarro enquanto sorria criando a cena na mente da jovem, até que no ápice da relação onde ele fazia a jovem ficar com as pernas trêmulas ele encerra a ilusão, então liberta a jovem para se mover livremente. Ela parecia um pouco ofegante assim como o rapaz, mas seu auto controle o permitia disfarçar um pouco melhor, ele também tivera as mesmas sensações já que necessitava fazer parecer extremamente real para a garota, ele sorria se afastando e pegando um copo de suco de morangos dizendo:

- Espero que entendo o que quero dizer quando cito, saber provocar, são coisas como as que lhe mostrei que realmente provocam, que atentam os instinto mais primitivos e indomáveis de cada uma das pessoas, mutantes ou não. -

Ele sorria com perversão estampada nos lábios dizendo:

- A propósito, sua voz é encantadora. -

Dava uma breve piscada para a garota enquanto se dirigia a mesa mais próxima deles para se sentar e fitar a garota.

Lorem ipsum dolor sit amet.
Bluee @ CG


_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Victoria Stanford
X-Men / Corsários
X-Men / Corsários
avatar

Mensagens : 30
Data de inscrição : 07/04/2015

Ficha Mutante
Nível:
Poderes:
Power Force: 0/100

MensagemAssunto: Re: Hall de Entrada   Dom Abr 26, 2015 11:15 pm

Como eu já sabia era um teste para ver se após o beijo eu não sucumbiria, Symon queria saber se eu só me fazia de durona, ele tragou mais um cigarro, me lembrei de tudo e sobre quanto eu estava sendo cada vez mais audaz e aquilo liberava uma adrenalina enorme, logo percebi que Symon havia reconhecido algum dos rostos dos alunos ali presentes, logo ele me respondeu que aquilo não era quente o suficiente , eu sussurro no ouvido dele
-Depois me mostre o que realmente e quente.

Enquanto ele andava ao meu redor enquanto me fazia sentir arrepios a flor da minha pele, em breve me senti como em uma ilusão muito boa, sabia que esse era um dos poderes do mutante, mesmo sabendo que nada disso estava acontecendo de verdade, senti um arrepio no ápice da relação e em poucos segundos ele me liberta daquela ilusão, estava ofegante,aquilo pareceu tão real, então enquanto ouvia ele falar sobre instinto primitivo eu comia um morango de chocolate bem delicioso, ele sorria tão pervertido que um sorriso safado aparecia nos lábios e logo ele elogiou minha voz e digo:
-Estou sem palavras agora Sym- Dei uma piscada logo após ter dito o apelido dele-
Logo sentamos em um dos lugares livres, estava meio cansada de ficar em pé e logo ele ficava me fitando bem nos olhos.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lyraz Brainard
X-Men / Satânicos
X-Men / Satânicos
avatar

Mensagens : 17
Data de inscrição : 26/04/2015

Ficha Mutante
Nível: 1
Poderes: Aerocinese, Psicocinese e Reflexão de Poderes
Power Force: 10/160

MensagemAssunto: Re: Hall de Entrada   Dom Abr 26, 2015 11:21 pm


Eu poderia dizer que minha vida sempre foi perfeita... Mas de que me serviria à perfeição?



Já se passava uma semana desde que Lyraz vira aquela notícia na televisão, foram anos acreditando que seu irmão estava morto, anos se culpando por ter tido aquela estupida ideia de voar sozinha e no fim das contas o desgraçado estava vivo... Estes pensamentos vagavam na mente da jovem enquanto voava rápido como uma míssil os Estados Unidos em direção a Las Vegas... Maldito, como ele pode não procurá-la estes anos todos, quando tudo que ela mais fizera foi procurar noticias de seu paradeiro... A jovem sequer se dera ao trabalho de trocar de roupa antes de disparar como uma maldição na cola de Symon, definitivamente ele tinha muita coisa pra explicar, ela queria esmurra-lo, cortar sua garganta para ver seu sangue florescer corpo afora depois de arrancar seus genitais e dar para algum animal famintos se divertir... Idiota, estupido, burro, mula, desgraçado... Ela estava com os olhos marejados em lágrimas, mesmo se culpando estes anos todos achando que ele havia morrido algo em seu interior lhe dizia que ele estava vivo, talvez fossem os constantes sonhos que tinha com ele, sonhos que estranhamente mostrava o crescimento do jovem como se ele fosse vivo, sonhos que ela só entendeu como um link entre os dois depois de ir aquele hospital e ver que ele estava exatamente da mesma forma que Symon havia deixado quando fugiu de lá...

Os primeiros raios solar começavam a encontrar sua pele lhe aquecendo, o dia estava amanhecendo e Las Vegas se aproximando, era hora de descer até terra firme e arrumar uma roupa decente, não poderia simplesmente aparecer na festa de inauguração de uma faculdade soberbamente elegante de jeans e camiseta branca suja de cinzas, precisava de algo mais clássico, algo mais apropriado para não chamar tanta atenção enquanto chutava as bolas do irmão...

Curiosamente Las Vegas não tinha apenas Cassinos e Puteiros luxuosos, algumas poucas lojas de roupas e lanchonetes salpicavam de forma bem espalhada o local, Lyraz observou de longe um senhor de meia idade sair de um cassino, ele estava bêbado mas seu bolso ainda revelava uma sutil protuberância, a jovem se aproximou cautelosamente e moveu dois dedos sem ser vista, uma corrente de ar enrolou-se nos pés do homem o derrubando, ele seria o alvo perfeito...

- O senhor está bem? – Perguntou a jovem prestativa se aproximando, ela estendeu a mão para ajudar-lhe a se levantar, o homem aceitou a ajuda e levantou-se ainda meio cambaleante segurando a mão da jovem – Obrigado mocinha, é bom saber que ainda existe jovens prestativos como você! – Disse ele, Lyraz sorriu de forma encantadora e inocente, sabia muito bem ser amável quando lhe convinha – Não precisa agradecer... Pelo visto o senhor está um pouco alterado, talvez tenha bebido demais, quer que eu lhe acompanhe até sua casa ou hotel que esteja hospedado? – Perguntou ela ao homem – Não precisa querida, eu estou ótimo... – Respondeu ele soltando a mão dela, Lyraz pensou que se deixasse ele ir sem agir iria se atrasar, e definitivamente não era esse seus planos, então falou – O senhor parece muito com meu falecido pai... Posso lhe pedir algo? – O homem pareceu se comover com a história dela então falou – Sim querida, o que posso fazer por você? – Lyraz deu um leve sorriso fingindo estar constrangida pelo pedido então falou – Um abraço... Eu quero um abraço... – O homem aproximou-se e atendeu o pedido da jovem a abraçando, depois de alguns segundos a soltou então ela disse – Obrigada... Se cuide! – O homem então seguiu seu caminho, depois do abraço a jovem manteve suas mãos atrás das costas e quando o homem já estava bem distante colocou-as para frente, ela segurava um quadrado preto, a carteira do homem, ela havia o roubado com maestria enquanto o abraçava, já fizera este truque tantas vezes que era quase tão natural quando retocar seu brilho labial, Lyraz sorriu e abriu a carteira, dentro da mesma ainda tinham quase dois mil dólares – Acho que da pro gasto! – Disse ela tirando o dinheiro da carteira e soltando a mesma no chão com um sorriso, então seguiu para o estabelecimento mais próximo que vendesse algum tipo de sua roupa mais odiada, vestidos...

A jovem entrou numa loja estranha que cheirava a incenso de canela, o barulho do sino ao abrir a porta chamou a atenção do vendedor, uma loja no mínimo tão extravagante quanto a própria Las Vegas, vários vestidos estavam pendurados nas araras que cobriam todas as paredes quase por completo, um mais chamativo que outro, a jovem experimentou alguns até finalmente optar por um vinho, escolheu este pois era o mais discreto, sem paetês ou brilhos e nem nada destes frufrus de garota fresca que Lyraz odiava, o vestido era simples e terminada exatamente a 8 dedos acima de seu joelho, o tom vinho deixava sua pele ainda mais pálida e seus olhos ainda mais chamativos por serem claros, era uma das poucas coisas que tinha diferente do irmão... Para fazer par com o vestido Lyraz optou por uma sapato escarpam de salto agulha que passava a ilusão da jovem ser mais alta, eis aí outra diferença, enquanto Symon tinha seus 1,90m Lyraz era quase 20 centímetros mais baixa, o que ela achava muito injusto já que os dois eram gêmeos...

A jovem mirou-se no espelho o vestido havia lhe caído com perfeição, como se tivesse sido feito para ela, e achou-se bonita apesar de odiar vestidos, deu um leve sorriso passou o lápis de olho que havia conseguido emprestado com outra cliente da loja marcando suas esferas azuladas, normalmente não gostava de batons, sempre optava por brilhos labiais e coisas do tipo, mas neste dia ela não usou nenhum dos dois, deixou sua boca com seu tom róseo natural que era capaz de causar inveja em muitas garotas, Lyraz era linda e sabia disso!

Após algum tempo ela pagou o vestido e os sapatos e saiu da loja deixando pra trás sua camiseta e as pernas de sua calça que agora havia virado uma bermuda muito curta por baixo do vestido, caminhava com graça e leveza sobre os saltos, antes de sair da loja perguntou ao vendedor se ele saberia lhe informar como fazia para chegar a faculdade Vegas, ele lhe ensinou o caminho e assim ela seguiu despretensiosamente para matar o irmão...

Finalmente havia chegou, o crepúsculo começava a se formar no céu, Lyraz andava com cautela pela entrada da faculdade, muitos alunos estavam no local, ao longe ela viu um homem baixinho com um penteado um tanto estranho, mas apesar do desastre capilar ela o achou um tantinho sexy, sorriu para o mesmo e ele ficou a observando enquanto ela se afastava indo em direção ao Hall de Entrada, chegando no mesmo viu a estatua de pedra de um homem, ele provavelmente deveria ser alguém importante, caso contrário não teria tanto destaque em um lugar tão grandioso, a jovem passou seus olhos pelo local procurando Symon mas não o avistou, talvez ele já tivesse ido embora daquele local, mas ela só teria certeza se o procurasse como se caça agulha em um palheiro... – Vamos lá Symu... Sei que você está aqui mais onde? – Sussurrou ela para si mesma caçando o rapaz com os olhos entre a multidão...

Ao longe, próximo a mesa de bebidas Lyraz avista uma jovem de cabelos pretos, nada demais em sua opinião, até um pouco sem sal, então um corpo de materializa do lado dela saindo de um teletransporte, os olhos da jovem se arregalam e só então entende que todos ali eram mutantes, se não todos mais a maioria... Mas algo no jovem que se teletransportava chamou sua atenção, ele era alto, bonito e dissimulado como seu irmão, ela o reconheceu em poucos segundos então sorriu para si mesma – Hora da festa Symu! – Lyraz começou a andar em meio a multidão com um sorriso sádico no rosto, Symon estava encostado a mesa falando algo com a jovem enquanto bebia um ponche e mirava outros homens um pouco afastados, o coração da jovem acelerou sua raiva havia voltado assim como a felicidade por reencontrar seu irmão, seus olhos assumiram novamente a coloração esbranquiçada fazendo sua íris sumir dando lugar a um globo ocular totalmente perolado, uma forte corrente de ventos começava a circular ele, a jovem já não mais caminhava, ao invés disso deixava ser levada por uma corrente de ar que também afastava qualquer um que tivesse em seu caminho, Lyraz viu o jovem flertar e beijar a menina morena entre um cigarro e outro ela estava cada vez mais próximo, anos achando que ele esta morto e esse idiota flertando com meninas sem sal, pensou ela, então vasculhou a mente da jovem e viu que ela era uma simples humana. Algum tempo depois ele se afasta dela indo sentar em outra mesa...

A jovem começou a ficar com mais raiva e se sentir estupida por ter ficado preocupada com ele, a correnteza de ar ficava mais forte de acordo com sua raiva, algumas partes na barra de seu vestido começavam a chacoalhar intensamente revelando a bermuda improvisada abaixo do mesmo, logo um pequeno tornado se formava em volta de Symon e da menina, a cadeira que ele estava sentado de liquefez junto a mesa fazendo-o cair sentado no chão, até que Lyraz ficou frente a frente com ele... - Olá Symu... Lembra de mim?




Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Symon Brainard
X-Men / Satânicos
X-Men / Satânicos
avatar

Mensagens : 44
Data de inscrição : 31/03/2015

Ficha Mutante
Nível: 3
Poderes: Teletransporte, Psicocinese e Invocação de Entidades Cósmicas.
Power Force: 10/160

MensagemAssunto: Re: Hall de Entrada   Dom Abr 26, 2015 11:51 pm




The Party

Assim que Victória se senta e o fita nos olhos, um estalo na mente de Symon chamara sua atenção, ele abaixa a cabeça e começa a rir um pouco dizendo para si:

 - Ora, ora, ora, olha só quem chegou para a festa.-

 Um antigo link telepático se fortalecia com toda a força na mente do rapaz que ele podia ouvir até os gritos que não saiam da boca da pessoa linkada à ele, então ele volta a olhar para Victória dizendo:

   - Acho que vai conhecer alguém muito amável e elegante agora, minha querida irmãzinha, uma doçura de pessoa.-

 Ele avistava a garota, sua irmã, Lyraz estava no local e Symon sentia sua ira através do link que possuíam e sendo um exímio mutante em questão de usar seus dons ele abaixa a cabeça e murmura :

  - Kahen ra temura non gu tyharida. -

 Rapidamente ele segura as mãos de Victória e os teletransporta para longe de onde estavam, agora estavam próximos à porta do Hall de entrada e ele podia avistar que sua conjuração havia dado certo, ele invocara com sucesso réplicas de si e de Victória sentados à uma mesa, e ele podia divertir-se ao ver sua irmã criando pequenos tornados e jogando alunos longe, ela era erguida por um dos tornados e flutuava pelo local. Symon ria ao ver a irmã tão irritada que não se continha, ao vê-la derrubar a mesa e as cópias e falar com as cópias o rapaz acendia um cigarro contendo suas risadas, através do link ele percebera que ela falava com as cópias. Então ele estala os dedos e as cópias desaparece deixando a mesa vazia, ele segura uma das mãos de Victória e a puxa sutilmente se sentando na beirada do palco, então diz à ela:

 - Ta vendo aquela pessoa sem classe e de baixo nível? É a minha irmã, liga não é temperamental e sensível. -

Sorria enquanto ocultava à ele mesmo e a sua companheira humana, então ele murmurava:

 - Trui ha genra mah bi gori tensma nah tarah do ah. -

  Várias cópias cósmicas do rapaz apareciam pelo local, e todos diziam ao mesmo tempo:

 - Oi maninha, senti sua falta. -


  Logo o rapaz olhava para Victória e dizia:

 - Espero que se deem bem, vai ser vantajoso para nossa futura relação. -





Lorem ipsum dolor sit amet.
Bluee @ CG

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Victoria Stanford
X-Men / Corsários
X-Men / Corsários
avatar

Mensagens : 30
Data de inscrição : 07/04/2015

Ficha Mutante
Nível:
Poderes:
Power Force: 0/100

MensagemAssunto: Re: Hall de Entrada   Seg Abr 27, 2015 12:04 am

Assim que eu o fito nos olhos bastante animada, logo ele me diz que eu iria conhecer uma garota adorável a irmã dele, sabia que adorável e só uma ironia, já que ela deve ter um gênio  forte, a garota falava com os clones de Symon , era cômico ver aquela situação curiosa, aos poucos a irmã de Symon que ele estava se reencontrando com ele depois de vários anos, rapidamente vejo meu companheiro mutante invocando clones cósmicos que diziam "Oi Maninha senti sua falta" havia gostado disso Symon muitas vezes e tão malvado, sádico e eu gosto disso, logo ele fitou para mim e diz algo sobre nossa futura relação.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lyraz Brainard
X-Men / Satânicos
X-Men / Satânicos
avatar

Mensagens : 17
Data de inscrição : 26/04/2015

Ficha Mutante
Nível: 1
Poderes: Aerocinese, Psicocinese e Reflexão de Poderes
Power Force: 10/160

MensagemAssunto: Re: Hall de Entrada   Seg Abr 27, 2015 12:31 am


Enfim o reencontro...



Lyraz estava de frente a Symon e a jovem humana que agora estavam no chão, mais algo estava estranho, este não era o Symon que ela conhecia, seu irmão teria revidado o ataque mesmo que fosse contra ela, a menos que esta fosse apenas uma conjuração... Então, como já havia suspeitado, os corpos sumiram, os pés da jovem tocaram o chão novamente, a corrente de ar cessou aos poucos e seus olhos voltaram ao normal depois de algumas piscadas, ela então percebeu que muitos estavam a olhando, alguns assustados e outros animados pelo que acabara de acontecer...

Lyraz mira toda sua volta procurando Symon – Apareça aqui agora, eu sei que esta vivo! – Mentalizou ela, então varias copias de Symon começaram a se materializar em diversos locais, até que todos falaram em uníssono – Oi maninha, senti sua falta! – Lyraz sorriu, e pensou consigo mesma, certo Symu, você se ocultou criando projeções suas, mas eu li a mente da humana, posso acha-la, e como você não largaria seu brinquedinho provavelmente estará ao lado dela... A jovem fechou os olhos e vasculhou telepaticamente cada mente acessível no local, mas SYmon havia ocultado a jovem assim como a si mesmo também, Lyraz abriu os olhos e sorriu, então um forte jato de ar a jogou pra cima, do alto ela vasculha cada canto com os olhos, tinham copias de Symon em todos os cantos, mas apenas um dos Symons estava acompanhado da humana, bastava achar ela e também acharia o verdadeiro Symon, ela os avistou sentado na beirada do palco, então sorriu e planou suavemente até o chão onde começou a andar até o mesmo ignorando os demais Symons e pessoas...

- Okay Symon, chega de jogos de gato e rato! – Disse ela parando de frente ao palco mirando seu irmão com os braços cruzados sobre seu peito...




Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Symon Brainard
X-Men / Satânicos
X-Men / Satânicos
avatar

Mensagens : 44
Data de inscrição : 31/03/2015

Ficha Mutante
Nível: 3
Poderes: Teletransporte, Psicocinese e Invocação de Entidades Cósmicas.
Power Force: 10/160

MensagemAssunto: Re: Hall de Entrada   Ter Abr 28, 2015 11:01 am




The Party

Mais uma vez Lyraz caíra em uma das pegadinhas do irmão, era fácil para o mutante reproduzir o que ele desejara, enquanto ele observava a irmã o procurando ele rapidamente adentrava sua mente a lendo de modo sorrateiro e imperceptível, ao notar que a jovem decidira procura-lo através de sua companheira humana ele projetara em sua mente uma ilusão do casal sentado à beira do palco para substituir os verdadeiros enquanto ele e Victória foram teleportados para a mesa de bebidas. Ele mantem parte de sua mente ligada à de sua irmã para saber de seus paços e a ouve falando com o vazio imaginando que o casal ainda estava sentado na beirada do palco, então ele responde baixo o que dava a impressão de que ela obtinha a resposta do Symon real:

- Olá minha doce irmãzinha, creio que sim, afinal, está tão convencida de ter me encontrado não é? -

Ele se aproximando de Victória sorria enquanto olhava em direção ao palco vendo sua irmã iludida conversando com o vazio em pé, enquanto Victória e Symon estavam encobertos pelos demais alunos e diversos Symons, assim o rapaz dava um gole em sua bebida que apanhara minutos atrás antes da chegada de Lyraz. Ele volta sua atenção para Victória a envolvendo pela cintura e dando breve mordida em seu pescoço seguido de um beijo suave, assim ele diz baixo ao ouvido de Victória para que Lyraz também ouvisse:

- Ela nos pegou, ao menos acredita nisso. - Assim ria brevemente enquanto estava os dedos fazendo Lyraz despertar da ilusão e notar que conversava sozinha ao perceber que não havia ninguém à sua frente e outros alunos apenas a olhavam como se fosse louca.





Lorem ipsum dolor sit amet.
Bluee @ CG


_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Victoria Stanford
X-Men / Corsários
X-Men / Corsários
avatar

Mensagens : 30
Data de inscrição : 07/04/2015

Ficha Mutante
Nível:
Poderes:
Power Force: 0/100

MensagemAssunto: Re: Hall de Entrada   Ter Abr 28, 2015 11:17 am

A irmã de Symon ainda nós procurava , dei alguns risinhos estava bastante engraçado ver o Sym mostrar seus poderes de ilusão, fomos teletransportados para a mesa de bebida, o mutante ainda mantinha um contato com a irmã, que ainda acreditava que estávamos na beirada do palco, dava um gole na minha bebida, logo ele envolve a minha cintura e da um beijo no meu pescoço e logo ele me beijou e sussurou que a irmã dele havia achado que nós pegou, a mutante parecia tão burra e louca em frente aos alunos, não senti nenhuma pena da irmã do Symon, na certa ela seria a nova louca da universidade e aquilo pareceu bastante cômico.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lyraz Brainard
X-Men / Satânicos
X-Men / Satânicos
avatar

Mensagens : 17
Data de inscrição : 26/04/2015

Ficha Mutante
Nível: 1
Poderes: Aerocinese, Psicocinese e Reflexão de Poderes
Power Force: 10/160

MensagemAssunto: Re: Hall de Entrada   Ter Abr 28, 2015 12:09 pm


Espero que morra...



Aquilo já estava cansando de verdade, pensou a jovem parada a frente da imagem de Symon e da humana, até que sumiram novamente, outra projeção, Lyraz respirou fundo, odiava ser feita de idiota, principalmente em público... 1,2,3, vamos lá garota, mantenha o autocontrole, lembre-se das aulas de Ioga, pensava ela, então falou para o nada.

- Ótimo Symon, quer ficar neste joguinho então fique sozinho, estou dando o fora... Espero que desta vez morra de verdade e saiba que não terei o mínimo de remorso, não desta vez! – Disse ela então deu as costas pro palco e voltou para o chão andando novamente, alguns alunos a olhavam como se ela fosse louca, ao longe viu uma menininha dando risadinhas então apenas moveu a mão e uma corrente de ar jogou-a alguns metros de distancia depois de fazer-lhe dar uma cambalhota no céu...

A jovem estava furiosa com Symon e isto era nítido, mas estava ainda mas furiosa consigo mesma por largar Terry sozinho em seu apartamento para ir atrás dele e no fim das contas ele sequer parecia ter sentido a falta dela pra xinga-la frente a frente... Ela caminhava em passos firmes e elegante para o lado oposto ao palco, pouco a pouco aproximava-se da estatua que ficava no hall novamente, estava decidida a ir embora, se Symon não fazia questão de mostrar-se frente a frente a ela então também não faria questão de ter sua presença por perto, a jovem viu um rapaz bonito próximo a estatua apenas observando, ele era loiro com os olhos tão azuis quanto os seus, o mesmo então deu-lhe um sorriso, Lyraz o respondeu mostrando o dedo do meio e nada mais, quando já estava longe das pessoas olhou uma ultima vez pra trás, uma leve brisa começou a envolver seu corpo e pouco a pouco ela começou a flutuar ganhando altitude, agora sim estava convencida, essa definitivamente seria a ultima vez que procurava o irmão, então olhou pro céu e começou a ganhar velocidade, talvez passasse em algum cassino legal antes de ir pra casa, definitivamente ganhar de alguns otários na mesa de poker melhoraria seu humor...



Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Symon Brainard
X-Men / Satânicos
X-Men / Satânicos
avatar

Mensagens : 44
Data de inscrição : 31/03/2015

Ficha Mutante
Nível: 3
Poderes: Teletransporte, Psicocinese e Invocação de Entidades Cósmicas.
Power Force: 10/160

MensagemAssunto: Re: Hall de Entrada   Qua Abr 29, 2015 7:34 am




The Party

Mais uma vez Lyraz caíra em uma das pegadinhas mas desta vez mostrou-se irritada de verdade, ela então virou-se e caminhou para fora do local, eu não deixaria que aquilo estragasse minha noite até por que eu conhecia bem minha irmã e não a deixaria se envolver no que poderia acontecer naquela noite e por isso conclui que sua saída fora em boa hora. A noite estava apenas começando e ainda havia muito por vir, muda água passaria por baixo daquela ponte e eu sentia que o melhor estaria por vir, uma festa grande e bem badalada era o estopim à ser aceso e este já fora feito.

Me viro para Victória e sorrio dizendo:

- Cara humana, tens certeza de que ver permanecer neste local até o fim da festa? -

A olhava com certo sorriso no rosto mas uma breve preocupação estava exposta em minha face, sentia que havia uma certa importância de minha parte para aquela garota.





Lorem ipsum dolor sit amet.
Bluee @ CG


_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Victoria Stanford
X-Men / Corsários
X-Men / Corsários
avatar

Mensagens : 30
Data de inscrição : 07/04/2015

Ficha Mutante
Nível:
Poderes:
Power Force: 0/100

MensagemAssunto: Re: Hall de Entrada   Qua Abr 29, 2015 10:49 am

A festa estava ficando meio monótona e o clima estava bastante pesado, a irmã do Symon a Lyras parecia bem disposta a acabar com minha noite, quer dizer com a noite da jovem humana aqui com o mutante, e ele logo me pergunta com um sorriso e levemente preocupado comigo:
-Acho melhor não aqui está bem interessante-Logo beijo Symon com muita atitude.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Deron Bryce
SHIELD
SHIELD
avatar

Mensagens : 21
Data de inscrição : 20/01/2013
Idade : 33

Ficha Mutante
Nível: 3
Poderes: Super Condições Físicas, Super Inteligência, Projeção de Energia
Power Force: 325/480

MensagemAssunto: Re: Hall de Entrada   Sab Maio 02, 2015 1:05 pm

De volta ao lar


Algo me deixava muito preocupado, a Universidade ainda não estava preparada para um imprevisto de grande magnitude, ainda eram poucos os docentes e os alunos com certeza não estavam preparados para uma grande batalha como poderia vir a acontecer em meio ao caos em que vivíamos. Aleksander estava certo quanto ao fato de não querer e também não poder destacar aluno algum, e ele estava correto quanto ao que dizia, só pelo fato de sermos mutantes já eramos obrigados a lutar por nossa existência até nossa ultima fonte de energia. Eu erguia a cabeça fechando os olhos e sorrindo um pouco enquanto pensava algumas coisas sem grande importância, após alguns segundos me afasto brevemente de Aleksander enquanto dizia:

 - De qualquer forma preciso que reúna alguns de seus melhores alunos, eles terão trato mais intenso quanto ao seu ensino e a prática de seus poderes, envie-os para mim que do resto cuidarei eu mesmo. -

 Suspirava de modo a não querer dizer o que viria a seguir mas era a pura realidade:

- Este mundo atual me obriga a treinar soldados e não alunos, pegar crianças e torna-los adultos da noite para o dia sem saber quem terá um novo amanhã enquanto os lanço ao meu lado em uma batalha sangrenta. Mas mesmo que seja um sentimento repulsivo, o sacrifício de poucos poderá garantir uma nova era para muitos, ou para aqueles que ainda se mantiver de pé.-

Me vira para Aleksander e um olhar de preocupação estava estampado:

- Hey velhote, só me prometa uma coisa novamente, a hora que a coisa ficar feia, cuide das crianças e que nada aconteça com elas, deixa que eu cuido da bronca enfrentando frente a frente, é pra isso que servem os caras grandes pra ir na linha de frente quando a coisa fica feia, as crianças não precisam ser sacrificadas quando se tem alguém que possa fazer isso em seu lugar.-

Respirava profundamente enquanto meu olhar deixava claro que minha mente se perdia em pensamentos e minha voz era somente o eco de meus devaneios:

- O mundo já não era grande coisa em nossa época dourada, já não somos mais os dois garotões que riam e se divertiam sacaneando os companheiros, já não somos mais os dois jovens que ainda estavam pegando o jeito do que era ser um mutante e entravam em uma batalha apenas pela adrenalina que disparava como um jato correndo pelas nossas veias, aquele tempo acabou e somos dois dos raríssimos que sobreviveram aquilo tudo. Você foi mais esperto do que eu, mesmo sabendo e tendo conhecimento sobre uma fração do que aconteceu, saindo de cena você se poupou de presenciar na carne as tragédias e desgraças que a ação dos aliados trouxeram. Foi a melhor coisa que você fez Alek, outros mutantes com dons telepáticos e semelhantes não suportaram assimilar tanta desgraça e perderam o controle de seus próprios dons, eram mutantes respeitadíssimos exímios em seus dons, alguns apenas apertaram o botão de desligar, só isso, vi muitos preferirem se tornar um vegetal ao saber o que aquela multidão de pensamentos, de dores, de desejos, de lamentos e súplicas. Conhecer os limites de cada pessoa e suas fraquezas quando a verdadeira dor, angústia e desespero te cercam, foi demais para muitos mutantes os fazendo simplesmente desistir, por pouco eu não fui apenas mais um a desistir, vi companheiros, não companheiros não, crianças se matarem para guardar segredos ao invés de serem torturados caso capturados, vi esses desgraçados da aliança mutilarem e desmembrarem mutantes e jovens que não deveriam ter mais de 15 anos Alek, muitos temem ir para o inferno quando morrerem e esse medo fez o inferno cair sobre nós e num abraço frio e cruel nos ceifou nossas esperanças e as forças para reagir.  Você fez bem em dar essa festa, é um dos poucos momentos que esses jovens tem para esquecer que lá fora a qualquer momento o inferno possa invadir esse local e acabar com todos em um único momento de nosso vacilo, faz bem os distrair um pouco, não são soldados e nem adultos o bastante para terem de ficar sempre alerta, para isso estamos aqui, nos sacrificando pouco a pouco para que tenham boas lembranças de sua juventude como nós dois de nossos tempos de garotos. -

Via Logan se aproximar, ele vinha com seu conhecido charuto espalhando fumaça por onde passava, sorria um pouco dizendo:

- Hey velhote, se divertindo matriculando essa gurizada toda? -

Lhe estendia a mão em cumprimento.



◦◦◦
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Wolverine
X - Men
X - Men
avatar

Mensagens : 123
Data de inscrição : 22/12/2012

Ficha Mutante
Nível: 6
Poderes: Garras Retráteis, Fator de Cura e Sentidos Aguçados
Power Force: 800/1280

MensagemAssunto: Re: Hall de Entrada   Sab Maio 02, 2015 7:11 pm






Clonaram o Grandão


Estava tomando um bom banho quando ouço o som do meu laptop ecoar pelo quarto, era uma e-mail do Aleksander me dizendo que em dois dias teríamos uma festa de inauguração da universidade, no momento só pude pensar:

" Mas que droga garoto, já não me basta ter que lidar com esses fedelhos todos os dias? Uma festa com esses delinquentes querendo apenas encher a cara e transar?!"

 Bom, as vezes eu poderia tirar um pequeno proveito disso e beber algo, seria uma boa distração para a gurizada esquecer do caos que estava lá fora, quem sabe eu não conhecia alguma professora ou mãe de algum aluno para fazer uma companhia.

Bom agora já estava ciente sobre a tal festa, teria dois dias ainda para me preparar psicologicamente para lidar com um bando de garotos loucos para se dar bem com as meninas e ainda me preocupar com Ororo querendo eletrocutar as garotas mais saidinhas, eu seria uma babá e também um guardião dessas crianças, que elas jamais desejem ver Ororo de mal humor, ela não é chamada de Tempestade atoa.

 Os dois dias passaram sem que eu me desse conta, assim que pude notar estava terminando de vestir uma camisa preta com gola V, era incomodo demais mas era só o que eu tinha para a ocasião, Aleksander não me avisou que seria um baile de gala. Calças jeans e minhas botas e já estava pronto para o tal baile, antes de sair peguei uma boa garrafa de Whisky que tinha guardada em uma de minhas gavetas e enchi um pequeno cantil cromado, minha caixinha de charutos guardada no bolso de trás da calça e pudi partir para a festa. O local esta bem arrumado e digno de ricaços magnatas, os desgraçados russos tinha o jeito para dar uma boa festa e isso me dava a certeza de que aquilo faria muitos burgueses matricularem seus filhos e filhas nojentinhos em nossa universidade, eu teria de me conter para não acabar abrindo um ou dois e enviar seus corpos para os laboratórios de biomedicina para o estudo prático sobre o funcionamento do corpo humano.

 Assim que entrei vi que estava extremamente atrasado, Ororo estava com a cara de pânico ao lidar com uma multidão de jovens a cercando, deviam ser os tais alunos querendo se matricular fui até ela e a ajudei por um tempo até que a situação melhorasse. Notei uma movimentação estranha vinda de Symon e uma garota, ele se mostrava usando seus poderes para a menina, e pelo jeito estava dando certo. Acendendo um charuto olhei para o palco e notei uma figura familiar, não podia ser ele, estava morto, não poderia acreditar, só havia uma pessoa capaz de copiar outras pessoas e mutantes.

 " Desgraçada, agora que lhe retalho como o pedaço imundo de carne que você é."

Pensei expondo minhas garras e avançando em uma investida violenta contra a imagem gigantesca que falava com Aleksander, não digo ser o Deron por que ele já estava morto então obviamente deveria ser a Mística vindo à mando de Magneto, aqueles desgraçados estavam tramando algo e eu não deixaria eles completarem seus planos. Estando à uns 4 metros de distância dos dois mutantes, eu bradava e saltava contra a cópia do grandão abrindo meus braços para trás e em seguida estando em pleno ar caindo em direção do homem eu tentava cravar minhas garras no peito do clone de Deron,  eu não deixaria que a aliança se desse bem uma outra vez, eu iria mata-lo a qualquer custo e ninguém me impediria.

It's a Love Story baby just say yes ♪♪♪♪




_________________
Wolverine

Logan - I Love Canada - I Hate Sabretooth
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://xmengenerations.forumeiro.com
Alicia Davenport
Moderadores
Moderadores
avatar

Mensagens : 27
Data de inscrição : 17/04/2015
Idade : 20

Ficha Mutante
Nível: 1
Poderes: Absorção de Poderes, Eletrocinese e Super Inteligência.
Power Force: 19/160

MensagemAssunto: Re: Hall de Entrada   Sab Maio 02, 2015 9:54 pm




Uma Festa Sem Amigos Ou Alguém Para Conversar


Continuava em meu canto, tentava puxar conversa com os outros alunos, mas eles sempre se afastavam, até parecia que eles não queriam ser meus amigos ou nem mesmo gostavam de mim, meu pai havia me ligados várias vezes para ver se eu estava cuidando de meus poderes e isso me deixava feliz pois tinha alguém para conversar.

Estava tão chateada por não ter com que ninguém para conversar e minha cara triste me entregava, falava em minha mente para ver se Aleksander iria ouvir "Estou indo, sem ninguém para conversar, em uma festa gosto que as pessoas possam conversar comigo, mas não dá e está fazendo um bom trabalho Professor" Pensava me levantando para sair.

valeu @ carol!

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Aleksander Konstantinov
X - Men
X - Men
avatar

Mensagens : 102
Data de inscrição : 25/03/2015
Idade : 32
Localização : University of Las Vegas for Gifted Youngsters

Ficha Mutante
Nível: 6
Poderes: Biocinese, Manipulação Molecular e Telepatia
Power Force: 800/1280

MensagemAssunto: Re: Hall de Entrada   Dom Maio 03, 2015 12:18 pm











Scars and Souvenirs




Confirmar minhas suspeitas a respeito da forma como a Universidade estava despreparada para um ataque grandioso trazia-me um choque traumatizante. Algo que fazia todas as moléculas do meu corpo formigarem em fúria aterrorizante. Admitir minha atual situação não era algo fácil, pelo contrário, era doloroso, imaginar, em qualquer hipótese que fosse, uma batalha em meio ao Salão, ou até mesmo no Campus, fazia-me pensar se eu havia apedrejado um Crucifixo. Eu conhecia em grandes aspectos a personalidade de Deron Bryce, se ele estava dizendo-me isso de forma tão direta e clara, era porque os aspectos da verdade estavam inclusos em suas argumentações.

- Certamente Deron. Executarei isto o mais rápido possível. Sinto pelas circunstâncias atuais, mas esta é uma realidade da qual infelizmente não podemos escapar. Por mais que isto não esteja tão palpável, ainda acredito que um dia este mundo terá paz. - Meu sotaque estava expresso em cada palavra pronunciada, era difícil atentar-me a aspectos externos senão ao olhar preocupado de Deron, encarando-me com seriedade e até mesmo leves doses de fraternalidade.

- Posso prometer isto Bryce, porém apenas permitirei uma atitude destas de vossa parte em circunstâncias extremas. Por mais que seja ruim admitir, como já lhe citei, ser um mutante é uma sobrevivência diária, dia após dia, lutando por um lugar, por um espaço, pela própria paz e integridade. Aqueles que estiverem conosco, deverão ter esta consciência, de uma maneira ou de outra. - Pronunciei convicto diante do Meio-Gigante a minha frente, expressava não somente a certeza de minhas atitudes, mas também a minha disposição para tal, fugir não era uma opção, não desta vez.

Deron agora sintetizava toda a história em argumentação única, fazendo um filme se tornar visível em minha mente. Sangue, dor, tragédia e morte. Era como se nada além disso pudesse existir no mundo em que humildemente vivemos. De forma sincera, senti um aperto no peito ao ouvir que fiz bem em exilar-me em território Russo. Indecisões agora penetravam minha mente, teria eu auxiliado nesta Guerra ou ser apenas mais um que entraria em estado Vegetativo? Estava confuso. Ligar-me ao passado não era o certo, mesmo assim, havia curiosidade em minha mente, teria eu mudado o rumo do Mundo? - Não digas com tanta certeza que o melhor foi exilar-me. Muitos julgariam minha atitude como covarde, até mesmo indigna. Não sei se seria útil nesta situação. Enfim... Apesar de existirem exímios mutantes capazes disto, não sou capaz de voltar ou alterar o passado. Algo que sinceramente gostaria por imenso. Apesar disto, acredite. Ainda temos muita lenha pra queimar. - Gargalhou de forma espontânea, porém levemente triste. Enquanto eu apenas falava, o mal se planejava e aos poucos tentava se concretizar em nosso entorno.

Nossa conversa pediu espera por alguns instantes, Deron resolveu socializar-se com Logan, porém as coisas não pareciam prosseguir de forma agradável. Logan pareceu suspeitar de Deron e partiu como felino contra este. De imediato relacionei os fatores que poderiam levar Logan a fazer isto - o que teve leve influência Mental -, Logan desconfiava da presença de uma antiga e desagradável mutante. A distância, apurei meu olfato para perceber algo que sempre devida mutante deixava rastro, seu podre cheiro. Comparando fragrâncias que jamais poderiam ser comercializadas, em minha humilde concepção, parecia claro de que era mesmo Deron, um pouco mais fedido do que o habitual, e com o desodorante barato mais do que ultrapassado de seu prazo de validade.

Em outro canto, percebi uma jovem aflita, solitária, levei a mão em minha têmpora direita para estabelecer um Link Telepático com a mesma, que por sinal, era uma jovem dotada de Dons Incríveis "Senhorita Davenport. Solicito que fique, apesar desta ser uma festa, todo cuidado é pouco, vendo-a que está um pouco mais disponível do que os demais que apenas querem um pouco de bebida e saliência, peço-lhe um favor. Seja um par extra de meus próprios olhos. Fique atenta a qualquer atividade suspeita pelos arredores. E notifique-me de qualquer coisa, desde entorpecentes ilícitos até mesmo atividade mutante do lado negro da Força. Confio em ti Jovem Ultimate."

_________________






Aleksander Krönvslager Konstantinov


Reitor da Universidade Vegas - Russo - Psicólogo e Biólogo Molecular





Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Alicia Davenport
Moderadores
Moderadores
avatar

Mensagens : 27
Data de inscrição : 17/04/2015
Idade : 20

Ficha Mutante
Nível: 1
Poderes: Absorção de Poderes, Eletrocinese e Super Inteligência.
Power Force: 19/160

MensagemAssunto: Re: Hall de Entrada   Dom Maio 03, 2015 2:34 pm




Uma Festa Acabada?


Estava saindo quando ele havia me respondido, não sabia o que fazer nem o que responder, mas por eu ser uma Ultimade tinha de aceitar, minha mente me dizia que não, mas meu coração dizia que sim então olhei para ele e pensei com o intuito de que ele lesse meus pensamentos "Está bem ficarei de olho em tudo ao meu redor, não irá se arrepender" dizia me sentando novamente e olhando para todos os lados e nova mente com intuito que ele lesse minha mente "Mas o que seria um tipo de problema e como eu poderia identificar?"

valeu @ carol!

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Camryn Fewan Harden
X-Men / Paragões
X-Men / Paragões
avatar

Mensagens : 16
Data de inscrição : 21/04/2015

Ficha Mutante
Nível: 1
Poderes: Controle dos Quatro Elementos, Fator de Cura, Inteligência Sobre-Humana
Power Force: 10/160

MensagemAssunto: Re: Hall de Entrada   Dom Maio 03, 2015 2:35 pm

As estrelas reluziam no jardim mais forte aquela noite. Camryn observava as luzes não muito longe do quarto no segundo andar da faculdade. A festa rolava solta no Hall de entrada entre os jovens superdotados presentes no mundo afora, não pretendia realmente ir, na verdade não queria, achava aquilo tudo um tremenda perda de tempo, em nada ajudaria um pouco de diversão em seu proposito de vida, ela não tinha tempo para bobagens como aquelas, e ainda assim arrumara-se para comparecer a mesma, não pelo fato da diversão em si e sim no intuito de encontrar uma pessoa que ela esperava avidamente que estivesse presente naquele salão.

Vestiu-se apressadamente de forma discreta deixando para trás o quarto empoeirado, por fim descendo as escadas e atravessando o jardim rapidamente, o vendo gelado batia contra sua face jogando seus cabelos para trás a deixando um tanto incomodada pelo clima, adorava tanto o verão quanto o inverno, porem repudiava a poeira e o vendo que a deixavam em desordem. Camryn adentrou o salão instantes depois esgueirando-se pelas paredes e observando os convidados, parecia que aquilo já perdurava por algumas horas e o clima começava a ficar estranho, uma aura negativa de confusão instalando-se aos poucos, detestável em sua opinião.

Alunos riam alegres conversando animadamente, alguns professores ao canto e até mesmo o reitor se encontravam presentes, poucos ali a conheciam de fato e na verdade nenhum era obtende a realidade da mesma, ou seu passado transtornado por uma infância patética de prisioneira, ainda assim era mais esperta do que muitos dos ali presente que se deixavam mostrar abertamente dessa forma deixando que seus oponentes obtivessem vantagens sobre eles que eles sequer obtinham ter, tão tolos que chegava a ser engraçado- É Camryn, isso pode ser interessante- Ela murmurou para si mesma servindo-se de uma taça de liquido em coloração escura e levando a bebida aos lábios sorvendo um longo gole. O sabor de morango e limão misturou-se a sua língua deixando um ardor gostoso percorrer seu corpo, ela permaneceria ao canto sem intrometer-se em desavenças desnecessárias, estava ali apenas para observar sem meter-se em confusão maior do que devia.

_________________

I'M A AVENGER




Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Charllote Le Roux Russeau
X-Men / Alphas
X-Men / Alphas
avatar

Mensagens : 26
Data de inscrição : 26/04/2015

Ficha Mutante
Nível: 1
Poderes: Cura, Necromancia e Bionergiocinese
Power Force: 10/160

MensagemAssunto: Re: Hall de Entrada   Dom Maio 03, 2015 8:42 pm



Comparecendo na Festa





_ Vamos na festa!_

- Eu já disse que não!-

_ Anda logo e se arrume, vamos na festa!_

- Que droga, já falei que não!-

Quem passa no corredor do dormitório da Sede Alpha podia ouvir a intensa discussão entre uma jovem e uma sombra que a copiava, na verdade para quem estava de passagem parecia apenas uma menina idiota e louca brigando consigo mesma em voz alta e era exatamente assim que eu me senti no momento. Era bem estranha a sensação de ter alguém com você e esse alguém ser uma figura arcana que a copia mas se nega a revelar-se em público, acaba me fazendo passar por uma louca desvairada sem uma dúzia de parafusos na cabeça, e afim de encerrar essa discussão com Sinistra eu resolvi tomar um banho para me arrumar e então ir para a tal festa, pelo menos assim ela me deixaria em paz por algum tempo. Retirei minha pequena bermuda jeans e minha blusa as jogando no cestinho de roupas sujas e fui para o guarda roupas escolher algo decente para usar na ocasião, enquanto percebia meu estado deplorável de roupas o que me dava vontade até de chorar, Sinistra ficava pulando na cama gritando que finalmente iria para a festa e mais uma vez eu me sentia constrangida por poder ouvir as vozes dos rapazes debochando de mim por parecer que jamais tinha ido a uma festa, o que de fato era verdade.
 Selecionei uma calça jeans com pequenos rasgos e levemente desfiada, dava um ar mais rebelde e descontraído, eu não queria chegar parecendo uma princesinha  e ficar escondida no canto, para usar com a calça uma blusinha branca que havia comprado em uma loja no centro de Las Vegas, ela dizia " Join Us and Spend Your Money! " era divertida já que Las Vegas deveria possuir a maior rotação monetária dos EUA. Decidida as roupas retirei minhas peças intimas e fui para ia para o banheiro até que notei uma corrente de ar correr pelo quarto e um frio em minha espinha me fazia perceber que algo estava muito errado, ouço a risada de Sinistra e me viro para ver o que ela aprontava desta vez, antes que pudesse me virar ouço a voz de surpresa de alguns garotos, ao me dar conta de que Sinistra havia aberto a porta do meu quarto quando eu estava como vim ao mundo grito enquanto corria para fechar a porta e a trancar. Ouço as gargalhadas do espectro e grito com ela em momento de constrangimento e raiva.

 - Você é louca?! Por que abriu a porta do meu quarto sabendo que eu estava indo para o banho? -

 O tom irônico e sarcástico com que ela negava dizendo que não havia sido ela com um sorriso no rosto me tiravam do sério, então fui para o banho tentar superar a vergonha que acabava te der sido submetida, enquanto ligava a ducha e sentia a água morna escorrer pelo meu corpo e me fazer relaxar suspirando profundamente, ouvia a voz de Sinistra dizendo.

 _ Incrível como baleias gostam de água não é?_

Baleia? Ela me chamou de gorda sem mais nem menos, me sentia mal com aquilo e não me dei ao trabalho de responder, mas ataquei a escova de lavar as costas nela o que a fez rir muito por ter conseguido me provocar mais uma vez, pelo visto ela ganhara o dia mas minha maior preocupação era o que ela poderia aprontar durante a festa já que ali estariam reunidas dezenas de alunos, professores, pais e outros convidados de alto escalão, isso me fazia querer voltar para baixo das cobertas pois a vida social com Sinistra era impossível por ela não saber a hora de parar com suas brincadeiras que na verdade somente me magoavam e fazia sofrer.
 Terminei meu banho e sai lentamente do banheiro vestindo meu roupão de banho e com uma toalha enrolada em meus cabelos, enquanto ia até a penteadeira com um frasco de creme capilar, o colocava sobre a mesa e em seguida desenrolava a toalha e secava meus cabelos lentamente enquanto ouvia Sinistra dizer algo e simplesmente a ignorava enquanto me concentrava no que fazia. Notei que os corredores ficavam cada vez mais silenciosos pelo fato de todos já estarem indo para o Hall de Entrada onde seria celebrada a inauguração da nossa universidade, do meu quarto se podia ouvir a música tema que se não estava enganada era o tema de O Fantasma da Ópera, aquilo acabara sendo assustador para mim pois eu praticamente era atormentada por um fantasma. Terminava de passar meu creme capilar, então pegava um creme para a pele após retirar meu roupão, me sentava na cama e retirando um punhado com a ponta dos dedos os espalhava pelas minhas palmas e depois massageava minhas pernas delicadamente deixando o creme penetrar a pele dando a sensação de estarem mais macias e sedosas, Sinistra tentava me perturbar dizendo algo mas eu deixava minha mente vagar em como estaria sendo a festa, como as pessoas poderiam estar lidando com o dever de socializar e fingir que lá fora o mundo se consumia em uma sanguinária batalha por poder. Me deitava na cama e passando a mão pela minha barriga até o meu busto espalhando o creme por todo meu corpo eu apenas imaginava como poderia ter esperanças de uma vida melhor se a universidade vivia repleta de conversas desanimadas sobre estarmos sendo preparados para uma guerra e não para uma vida onde lutaríamos por uma vaga de emprego no mercado de trabalho.

 Enquanto terminava de espalhara o creme pelos meus braços voltando a me sentar na cama eu suspirava um pouco entristecida e desanimada, pega um conjuntinho de calcinha e sutiã brancos e os vestia em frente ao espelho os ajeitando de modo confortável, olhava um pouco meu corpo afim de confirmar que não estaria gorda como Sinistra havia dito pegando um pouco da carne na lateral de minha cintura, parecia normal como sempre, algo que pode abalar a auto estima de uma garota é ser chamada de gorda e querendo ou não acabamos ficando com essa preocupação na cabeça mesmo que seja uma piada de péssimo gosto. Vestia minha calça jeans recortada e desfiada enquanto olha pelo espelho a figura de Sinistra ao fundo do quarto apenas me observando com seus olhos frios e hipnotizadores, balançava a cabeça de forma negativa na tentativa de fingir que ela não estava ali, então ela finalmente me questiona diretamente.

_ Você vai continuar com essa frescura no rabo de me ignorar? _

 Permaneci em silêncio enquanto apanhava minha blusa branca tranquilamente, assim que ergui minha vista e me virei para ir até o espelho novamente me deparei com Sinistra me olhando com certa raiva, apenas tive tempo de sentir suas mãos frias me segurarem pelo pescoço e em seguida o impacto contra a parede me fazendo perder o ar e sentir uma terrível vontade de chorar. Me levantei devagar segurando as lágrimas enquanto a ouvia esbravejar.

_ Você sabe que eu odeio ser ignorada sua fresca chorona, então não se atreva a fazer isso ou eu acabo com a sua raça._

Eu me colocava de pé, ainda em silêncio e voltava a pegar minha blusa que deixara cair aos pés da cama, novamente senti a investida do espectro me lançando contra o guarda roupas desta vez, já não conseguia mais me segurar e desabava a chorar incessantemente, ela se aproximava dizendo que eu deveria dar atenção à ela em forma de respeito, então cansada daquela situação eu respondia.

- Você não merece meu respeito, apenas me traz problemas, me maltrata e me ofende com suas brincadeiras idiotas e ridículas, jamais fiz nada para merecer isso de você. Eu não tenho uma noite tranquila de sono por que você fica invadindo meus sonhos e me aterrorizando, eu não consigo andar pelos corredores sem ser olhada de forma que não me faça me sentir como se fosse uma louca descontrolada capaz de surtar a qualquer momento, você é uma desgraça lançada sobre mim, acha que lutar minhas batalhas já é o suficiente mas não sabe nada sobre mim e como você é um fardo impossível de ser carregado. -

 Eu sentia que minhas palavras lavavam minha alma e aliviavam meu espírito ao imaginar que ela poderia me matar ali mesmo sem que ninguém soubesse, para os demais pareceria um simples suicídio e não um assassinato e a ideia da morte seria uma libertação daquele inferno particular. Ela então se aproxima e me estende a mão de forma compassiva enquanto eu estava abraçada aos meus joelhos e deixando a dor esvair-se com minhas lágrimas incessantes, não queria a ajuda de Sinistra mas ela me puxara pelos braços e me colocava sentada na cama enquanto dizia de forma baixa e amigável o que para mim era mais assustador do que sua ira.

_ Me incomoda vê-la assim, realmente entristecida mas eu apenas queria que você finalmente colocasse para fora toda essa dor e fosse menos passiva, você acumula suas dores as guardando consigo e deixando elas te corroerem e machucarem de dentro para fora e isso me preocupava, lhe provocar e fazer tudo o que fiz era um modo de fazer você chegar ao seu limite e por tudo isso para fora de uma vez, esvaziar um fosso cheio de coisas ruins e deixo vazio para guardar coisas boas. Eu não quero te infernizar e incomodar, já lhe disse quando você era só uma criança, sou sua protetora e amiga, lhe defenderei não importa o que aconteça e de todas as formas necessárias, então se vista e limpe esse catarro que está escorrendo por que é muito nojento._

 Sorria de modo singelo enquanto assimilava tudo o que ela me dizia, ela queria apenas esvaziar o recipiente que continha coisas ruins o forçando e destruindo para dar espaço às coisas boas que podiam renova-lo, o pote era uma forma de me simbolizar e as coisas ruins era tudo o que eu trazia comigo desde a minha conturbada infância, e o motivo dela querer me levar para  festa sem isso tudo me perturbando era uma forma de recomeçar minha vida, ela era inteligente mas difícil de se compreender. Fui até o banheiro lavar meu rosto terminando de me recompor, o sequei de forma atenciosa para que não estragasse a maquiagem, passei uma sombra bem leve e um lápis mais claro, um batom cor de pele uma base suave, estava quase pronta faltava apenas escolher os sapatos, peguei um tênis All Star cano longo e estava pronta, sai do quarto e segui para o Hall de entrada notando que já estava muito atrasada pelo fato do campus estar completamente vazio. Eu caminhava com passos apressados e meu cansaço fazia minha respiração esfumaçar devido ao frio que fazia naquela noite, eu me abraçava e esfregava as mãos pelos braços afim de me aquecer para não morrer congelada naquele frio, estranho como o tempo havia virado de uma hora para outra.

 Após alguns minutos de sofrimento com aquele frio intenso do lado de fora eu cheguei até as portas vistosas do Hall de Entrada, haviam alguns professores muito bem vestidos e agasalhados, suas bochechas levemente rosadas davam um ar de fofura à eles devido ao frio um sorriso simpático era esboçado por um deles enquanto me entregava a lista de nomes para preencher confirmando minha presença na festa, assinei rapidamente pois até mesmo a caneta metálica estava muito gelada, então após assinar a lista entre correndo para dentro onde estava mais quente devido o grande número de pessoas reunidas, o calor humano em certos momentos realmente era muito agradável. Notei que as pessoas já estavam meio desanimadas e se arrastando pela festa enquanto via o reitor conversar com um homem realmente grande que era, atacado? Por Professor Logan, sem conhecer ninguém no local fui apenas pegar uma bebida e me sentar em uma mesa próxima de alguém para ver se fazia alguma nova amizade, era muito chato comparecer à um evento social sem ter com quem socializar.




Thanks @ Solaria Magnum CG

_________________
Give me Your Love

All rights to Ghost
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
James Kovac
X-Men / Ultimate
X-Men / Ultimate
avatar

Mensagens : 8
Data de inscrição : 18/04/2014
Idade : 20
Localização : Vagando em meus pensamentos loucos

Ficha Mutante
Nível: 1
Poderes: Cura, Gravitocinese e Umbracinese
Power Force: 10/100

MensagemAssunto: Re: Hall de Entrada   Dom Maio 03, 2015 9:08 pm



A Festa
Uma noite de comemoração!
 
A noite na universidade estava ficando entendiante já que socializar não estava funcionando com a garota da Sede Satânica, então decidi sair da mesa e me direcionar até a saída indo embora do local, antes peguei um ponch de cítricas e então fui para a saída, no caminho estava curioso vendo Professor Logan atacando um cara brutamontes e mal arrumado de certo era um penetra que incomodava o reitor e este por sua vez chamava o professor mais durão para colocar o penetra para fora. Enquanto não saía de minha curiosidade imensa, acabei esbarrando em uma mocinha que parecia fazer algo importante enquanto observava atentamente ao seu redor, já havia visto ela pelos arredores da sede Ultimates, se não estava enganado ela se chamava Alicia Davenport, uma menina de feições agradáveis e carismáticas, olhei atentamente para ver se não havia derramado ponch em suas roupas o que por sorte não aconteceu, não com ela, mas minha camisa estava levemente molhada por alguns respingos.

 - Me desculpe senhorita Davenport, não prestei atenção por onde andava, espero que não tenha te machucado estava vendo a briga no palco. -

 Sorri de modo simpático para ela lhe pedindo sinceras desculpas, era a maneira mais simples de agir em uma situação constrangedora como aquela, então lhe dei a mão de forma decidida lhe dizendo:

- Eu sou seu colega de Sede, sou James, novamente desculpe lhe incomodar com o esbarrão é que enquanto deixava a festa me distraí um pouco, acho que uma festa sem alguém para interagir acaba ficando muito monótona. Já fez novas amizades? -

 Tentava puxar um pouco de assunto com ela pois me parecia um pouco entediada também, quem sabe dois entediados conversando não acaba salvando um pouco daquela festa que andava um pouco parada, de alguma forma poderia compensar o esforço de ter saído do quarto para marcar presença.

COM: Alguém ONDE: Aqui VESTINDO: Isso POST: 001

@Lilah
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Emma Frost
Clube do Inferno
Clube do Inferno
avatar

Mensagens : 9
Data de inscrição : 27/04/2015
Idade : 38
Localização : Sede do Clube do Inferno - Cassino Bellagio

Ficha Mutante
Nível: 3
Poderes: Telepatia, Mimetismo Diamântico e Telecinese
Power Force: 335/480

MensagemAssunto: Re: Hall de Entrada   Dom Maio 03, 2015 9:39 pm











You Can Leave Your Hat On




Las Vegas. Ouvir alguém pronunciar este nome ou até mesmo pronunciá-lo é algo deliberadamente excitante. Agora viver em Las Vegas... É como ter orgasmos múltiplos. Poker, Diversão, Dinheiro, Poder e Luxúria. Tudo reunido em apenas uma localidade, sinceramente é um paraíso no qual gosto de viver. Mas algo é verdade, é necessário ter uma mente privilegiada para não deixar-se controlar pelos vícios que aqui residem, os olhar geralmente é desviado para situações melhores, porém, por detrás de suas ruas brilhantes repletas de luzes em Neon e Led, existem aqueles de cabeça fraca, que deixaram-se falir pelo jogo, se desgraçar em drogas, e se inundar na mais imunda lama.

Em Las Vegas, é muito fácil se chegar ao topo, porém o difícil é permanecer por lá. Uma pena era que não era a única a buscar o poder, e necessariamente acabava por ter de aderir a aliados suficientemente adequados para tal. Minhas reuniões com o velho do Erik estavam cada vez mais frequentes, o que me parecia um tão desconfortável como uma Tensão Pré-Menstrual. Imaginar qualquer situação em que nos envolva entre quatro paredes me dá asco, mesmo assim, este era um preço a se pagar. Mesmo que eu acabasse resolvendo por mudar de vida e tornar-me uma Jogadora Profissional de Poker, as questões mutantes perseguiam-me como se eu fosse um imã, ser a Rainha Branca do Clube do Inferno exige muito mais do que se pode imaginar.

A noite anterior dispensa comentários. A temporada de Poker como desporto havia se encerrado, e haveria um recesso para que a Organização do evento pudesse preparar a Infra-Estrutura para as Etapas Finais. Graças a minhas capacidades, consegui garantir uma Vaga para a Semifinal como a primeira colocada. Três Milhões de fichas não é meu recorde, mas já está de bom tamanho para uma Preliminar. Tal recesso me deu um pouco mais de tempo para controlar a Frost Interprise. Havia conseguido uma suíte no interior do Cassino Bellagio, e nesta consegui espaço suficiente para fazer uma espécie de Quartel-General em Vegas. Era claro que fazia-me de nômade em diferentes locais para encontros com os Aliados, porém, por mais óbvio que parecesse, aquele espaço estava longe de qualquer suspeita.

As ações da Empresa se elevavam em termos assustadores. Por mais que fosse uma empresa palpável, multinacional e afins, controlá-la fazia-me sentir como uma simples Jogadora de um Jogo de Estratégia, tudo isto por que meus representantes quem faziam o paletó e gravata nas reuniões enquanto eu no máximo fazia-me presente apenas de lingerie branca acompanhada de um excelente Vinho em frente ao computador para Videoconferências da Empresa. É engraçado ver vários homens engravatados cruzando as pernas e suando diante de meu decote aumentado pelas cinquenta polegadas da Sala de Reuniões da Empresa em Nova York.

Em resumo, estava vivendo a vida que pedi a Deus, é claro que o Senhor não aprovava algumas de minhas atitudes mas convenhamos que apenas exploro o fruto de meu trabalho. Já era de madrugada quando desliguei o Computador e fui adormecer em meio a lençóis de seda, deixando as roupas de lado. Despertei no dia seguinte com meu celular vibrando entre as minhas pernas, senti um arrepio pela sensação, porém entristeci-me percebendo que era apenas um aparelho eletrônico, não algo físico. Foi difícil desbloquear o aparelho, já que minha visão estava turna, porém a clareza do e-mail por mim recebido causou-me choque, o informante de Erik era sucinto em suas palavras. De fato havia uma nova Instituição de Ensino Mutante, e em Vegas ainda por cima. Tudo isto me frustrava, havia desistido das Salas de Aula e me entregado aos Cassinos, porém, o Karma Estudantil me perseguia, algo que nem a melhor das Mães de Santo poderia retirar de mim.

A Festa de Inauguração de então Universidade estava marcada para o início da noite. Segundo o informante, seria uma oportunidade de se matricularem novos estudantes, sinceramente era incompreensível colocar humanos e mutantes juntos nos mesmos estudos. O que me chegava a suspeitar de este local de fato tinha licença e reconhecimento do Ministério da Educação. Em meio a pensamentos e devaneios, era necessário planejamento, sem dúvida iria a esta tal Universidade, e jovem como sou, facilmente seria encarada como uma futura Universitária por aqueles que desconhecem toda a minha Biografia.

Uma Progressiva Renovada, Baby Liss nas pontas loiras. O batom nude com Gloss Prateado também fazia-se presente. Sombra marrom acompanhada de lápis e delineador negro. Parecia adequado. Gargalhei em frente ao espelho imaginando-me novamente na Universidade, seria difícil não dizer que onde as pessoas ainda aprendem, eu dou Aula. Sorri em frente ao espelho percebendo que ainda estava nua, que maldade. Um vestido justo e curto branco era meu vestuário coringa. Um salto agulha da mesma tonalidade foi apenas um complemento, juntamente do casaco de pele de Urso Polar legítimo e da bolsa Louis Vuitton, "All White".

O Gallardo - também branco -, estava a minha espera. Dispensei com leve Indução Mental qualquer motorista, hoje eu queria resolver as coisas por mim mesma, por conta própria, de forma independente como eu sou. Arranhei um pouco a Tela Touch Screen do GPS enquanto digitava o endereço referido da tal Universidade, algo que se traduziria em uma noite de castigo Sadomasoquista com o incompetente funcionário do Cassino que não se encarregou de colocar a película adequada para a tela. Ao menos, havia gasolina suficiente para se chegar ao local com folga. Uma fila de carros se encontrava na rua de Acesso da Universidade, um local muito bem escolhido e oculto, porém facilmente penetrável.

Apesar de ser uma Confraternização comum, gente da mais alta Sociedade se encontrava por ali. Por mais incrível que pudesse parecer, o Gene X circundava por entre as melhores famílias. O que antes era raridade, hoje é moda. Doces lembranças vieram a minha mente assim que percebi uma jovem de cabelos admiráveis - loiros -, presente no local. Aproximei-me discretamente, forçando uma expressão perdida e ingênua, me aproximo da jovem, apresentando-me amigavelmente, logo questionando-a - Olá moça. Sou Grace, prazer em conhecê-la. E então, como estão funcionando as Matrículas na Universidade? - Percebi um olhar familiar na jovem, e se não fosse pelas informações por mim passadas a respeito de minhas alunas favoritas, podia-se suspeitar de que a moça tinha alguma descendência das maravilhosas Stepford.

_________________






Emma Grace Frost


Rainha Branca do Clube do Inferno - Telepata - Psicóloga e Terapeuta Sexual





Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Alicia Davenport
Moderadores
Moderadores
avatar

Mensagens : 27
Data de inscrição : 17/04/2015
Idade : 20

Ficha Mutante
Nível: 1
Poderes: Absorção de Poderes, Eletrocinese e Super Inteligência.
Power Force: 19/160

MensagemAssunto: Re: Hall de Entrada   Dom Maio 03, 2015 9:42 pm




Um Colega E Um Novo Amigo


Estava sentada e assim que olhei para o palco uma briga estava acontecendo resolvi avisar o professor pensei com a sorte dele me ouvir "Uma briga no palco, quer que eu resolva?" Dizia assim que um rapaz acaba passar por mim eu olhei para ele e disse: -Não foi nada, não se preocupe! Assim que ele foi passando ele parou e me disse que era colega de sede e começou a conversar assim que ouvi sua pergunta respondi: -Sim, mas eles eram de outras sedes o nomes deles são Aly e Symon, cada um de uma sede diferente é bom ter alguém para conversar nessa festa e tem razão não é bom ficar sozinha e sem ninguém para conversar em festas, da onde você é a meu nome é? A pode me chamar apenas de Ali e me desculpe a pergunta é que sou meio curiosa! Dizia olhando a briga ainda acontecendo.

valeu @ carol!

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Deron Bryce
SHIELD
SHIELD
avatar

Mensagens : 21
Data de inscrição : 20/01/2013
Idade : 33

Ficha Mutante
Nível: 3
Poderes: Super Condições Físicas, Super Inteligência, Projeção de Energia
Power Force: 325/480

MensagemAssunto: Re: Hall de Entrada   Seg Maio 04, 2015 12:21 pm

De volta ao lar


Ser educado e gentil com Logan não deu muito certo, ao que parecia ele não acreditava que eu podia estar realmente vivo e por isso ele se lançou em um ataque feroz contra mim em um salto digno do verdadeiro Wolverine tentando cravar suas garras em mim, foi ai então que fui em sua direção e o segurei pelos braços os esticando e abrindo afim de imobiliza-los para que ele não me retalhasse, olhando para ele eu dizia em tom firme de voz:

- Poha Logan se acalme, sou eu Deron Bryce! O primeiro e único lindo e maravilhoso Deron, se acalme velhote! -

Esperava que ele ficasse calmo, mas algo chamou minha atenção, uma mulher loira muito linda entrou pelo salão, seus cabelos loiros e seu charme me deixaram perdido em tamanha beleza soltei Logan dizendo:

- Puta merda xará olha aquela gata, pena que eu to podrão voltando das treta se não agora era hora de chegar nela. -

Erguia um dos braços e dava uma narigada para ver como estava a situação do desodorante, pelo doce aroma poderia-se dizer que fora grande sucesso nos anos 1750 porém já estava vencido desde a mesma época, em uma festa onde reunia a elite da sociedade eu estava semelhante a um mendigo morador de esgoto, mas fazer o que? Não tem como salvar o mundo e ficar lindinho cheiroso e lindo de mamãe, ossos do ofício.
Me virei para Aleksander e lhe disse:

- Alek to saindo de cena, vou para um dos dormitórios tomar um banho por que tão chegando as gata, sabe como é né? -

Rapidamente projetei minha energia ao redor de meu corpo e voei do local para ir tomar um banho, precisava trocar aquelas roupas sujas e esfarrapadas também, fui para o dormitório dos Ultimates e entrei em um quarto desocupado para poder tomar um banho e me trocar. Passaram-se cerca de 1 hora e eu estava novo em folha, barbeado, limpo e bem vestido, agora poderia retornar à festa sem me sentir um mendigo pedindo esmolas para os ricaços de las vegas. Voltei ao Hall de Entrada caminhando tranquilamente e tornei a falar com Aleksander dizendo:

- Ahn? E ai to marravilhoço agora ein! Passei no seu quarto e peguei emprestado seu perfume, sabe como é né eu ainda não tenho meu quarto e minhas coisas.-

Me virava para a loira e dizia ao Russo:

- Mermão que mulher é aquela? Imagina como nossos filhos vão ser lindos cara, se puxarem a mãe então mais lindos ainda, quer chegar nela primeiro ou eu vou? Dois ou um? Moedinha? Palitinho? -

Observava a loira cheia de charme e elegância de longe admirando cada gesto dela como um paparazzi admirando uma artista ou atriz famosa de Hollywood.



◦◦◦
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Aleksander Konstantinov
X - Men
X - Men
avatar

Mensagens : 102
Data de inscrição : 25/03/2015
Idade : 32
Localização : University of Las Vegas for Gifted Youngsters

Ficha Mutante
Nível: 6
Poderes: Biocinese, Manipulação Molecular e Telepatia
Power Force: 800/1280

MensagemAssunto: Re: Hall de Entrada   Seg Maio 04, 2015 7:18 pm











Scars and Souvenirs




Festa está para encrenca assim como encrenca está para Deron. Esse é um ditado que eu sempre ouvi e nunca aprendi. Logan realmente tinha um excelente faro porém havia falhado feio, Deron estava podre de fato, porém não beirava nem um pouco a podridão física e característica de Raven. Deixei com que Deron próprio resolvesse sua própria desavença, algo que o mesmo pareceu executar de forma rápida e eficaz, era claro de que os holofotes daquela confraternização se direcionaram para ambos, mas já que ambos eram os responsáveis, ambos deveriam resolver isto, de uma maneira ou de outra.

Não consegui conter um riso ao visualizar a verificação de Deron quanto ao odor da própria axila, logo assentindo em seguida, assim que este se tocou de seu estado. Admito que senti falta da espontaneidade de Deron nestes termos, porém era notável que além de uma boa briga, ele não dispensava uma boa moça. Estava mais descontraído nesta circunstância, porém ainda haviam situações preocupantes, contar com os olhos de Alicia poderia ser um trunfo, porém, não conseguia ter tanta certeza de sua suficiência " Fiques tranquila Alicia, não te preocupes com os Membros já conhecidos da Universidade, mas sim com aqueles que hoje por aqui aparecem. Espero que essa recomendação não atrapalhe vossa diversão. Afinal, esta é apenas uma Confraternização. " Pronunciei mentalmente ainda mantendo um Link Telepático com Alicia. Mais e mais pessoas aproximavam-se e aos poucos a hora do Banquete se aproximava.

Assim como a hora do Banquete se aproximava, Deron novamente se aproximou. Ainda era o mesmo, porém teve certo capricho com a aparência, algo que sua fala logo tratou de explicar. Estava claro, uma bela loira que fazia-se presente no Hall de Entrada. Sorri amigavelmente para Deron, era de fato uma mulher notável, porém o fato de ser tão mulher e expressar tanta experiência me preocupava de certa forma - Espero que não se torne hábito o uso de meu perfume Deron. Fiques tranquilo, aproveite a noite e aproxime-se daquela mulher. Até pareces que ela tens uma idade próxima a sua. Marcas de expressão, aparência cirúrgica. Um corpo esculpido sem dúvidas. Tens o dever de conhecê-la a fundo caro amigo. Boa sorte. - Pronunciei firme expressando parte de meu sotaque e preocupação. Havia um pressentimento misterioso quanto a loira de vestimentas finas e brancas. Deron era um imã para problemas, mesmo assim, ainda estava esperançoso para que esse imã falhasse naquela noite.

_________________






Aleksander Krönvslager Konstantinov


Reitor da Universidade Vegas - Russo - Psicólogo e Biólogo Molecular





Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
James Stark
X-Men / Ultimate
X-Men / Ultimate
avatar

Mensagens : 6
Data de inscrição : 03/05/2015

Ficha Mutante
Nível: 1
Poderes: Mimetismo Draconiano, Manacinese e Manipulação Dimensional
Power Force: 8/160

MensagemAssunto: Re: Hall de Entrada   Ter Maio 05, 2015 5:27 pm

words: 222
tagged: xxx
location: University
humour: Calmo
Party
A noite estava agradável, nem muito fria, nem muito quente. Na Opinião de James, estava Ideal para passa-la lendo confortavelmente em um sofá.

James se olha no espelho por alguns instantes, enquanto arruma a gola dupla da camisa polo preta. Vestia também calças jeans com a barra cobrindo os canos médios dos tênis de couro.

Afora o cabelo que insistia em permanecer bagunçado todo o resto que podia ser arrumado em James, estava em seu devido lugar. Logo saiu do dormitório, pronto para ir à ala leste de universidade onde ocorria a festa, no Hall de Entrada.

Ao chegar perto do Hall hesitou se sentindo tímido e deslocado. Aquele era uma espécie de primeiro dia, onde de fato conheceria muitas das pessoas que veria agora diariamente. Esse pensamento o deixou levemente preocupado com a possibilidade de não gostar de alguém já, ou ninguém gostar dele. Não era uma pessoa que necessitava muito dos outros, mas era sempre muito bom ter amigos.

Respirando fundo balançou a cabeça e mudou sua postura, adotando uma atitude mais segura, mas ainda assim um poucochinho tímido. Não queria parecer arrogante e nem fraco. Adentrou o salão, olhando ao redor, ficando novamente encantado com a decoração do Hall de Entrada.

Após um momento observando o salão, começa a andar pela sala, a fim de observar as pessoas e talvez conhecer alguém no meio daquelas pessoas. Reconhecia vagamente um ou outro, tendo-os visto durante a decoração do Hall ou pela Universidade.

_________________

James Stark
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Hall de Entrada   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Hall de Entrada
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 2 de 3Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Missões do Gathering Hall(offline) 7 Estrelas
» Dúvida sobre Online Guild Hall
» Habbonice - Hall da Fama - Moedas - Melhores jogadores - Novas promoções - Daiamntes - e Vagas
» Ajuda com Monitores, Adaptadores e Conversores.
» Coleção de Carimbos Estrangeiros sobre Selos Brasileiros

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Universidade Vegas :: Ala Leste :: Hall de Entrada-
Ir para: